Categorias: Games

CD Projeck Red afirma que a criação de personagem em Cyberpunk 2077 não será limitada por gênero

Cyberpunk 2077 tem vivido uma semana agitada durante a E3 2019. Embora a internet tenha ficada maluca com a revelação de que Keanu Reeves estará presenta no jogo, a CD Projeck Red também sofreu duras críticas por causa de uma publicidade in-game que sexualizava uma pessoa transexual.

No entanto, para tranquilizar os fãs, Mateusz Tomaszkiewicz, diretor de quest do game, deu uma entrevista ao Gamasutra explicando que os jogadores poderão criar seus personagens sem qualquer limitação ou predefinição de gênero .

“Uma das coisas que queremos fazer no jogo final (que não pudemos mostrar na demo, porque o trabalho ainda está em andamento) é dar aos jogadores tantas opções de personalização no início do jogo quanto possíveis.”

Tomaszkiewicz ainda explica que o jogador poderá moldar os traços físicos de V da maneira que quiser.

“A ideia é misturar tudo isso, para dar aos jogadores a liberdade deles construírem do jeito que quiserem. O mesmo vale para a voz. Queremos que os jogadores escolham livremente. Isso é algo que ainda estamos trabalhando, pois não é tão fácil quanto parece.”

Em outra entrevista ao Newsweek, Marcin Iwinski, o cofundador da CD Projekt Red, também afirmou que a demo mostrada na E3 2019 não é algo definitivo e que no jogo final “haverá fluidez total de gênero e, além disso, você poderá escolher a voz masculina ou feminina como quiser”.

Cyberpunk 2077 se passará em um futuro distópico, mais especificamente na cidade “mais violenta da América”, um lugar que mistura tecnologia, extravagancia e violência em uma sociedade totalmente caótica.

O game chega no dia 16 de abril de 2020 para PC, Xbox One e PS4. É provável também que o jogo receba uma versão posterior para os consoles da próxima geração.

Este website utiliza cookies