Dando sequência à nossa série de artigos que traz um compilado de tudo que vocês precisam saber sobre os principais lançamentos do mundo dos games, a bola da vez é Assassin’s Creed: Odyssey.

Anteriormente, já trouxemos Spider-Man e Shadow of the Tomb Raider neste mesmo formato de artigo.

Data de lançamento

Assassin's Creed não terá novo jogo em 2019

Assassin’s Creed: Odyssey será lançado no dia 5 de outubro, com versões para PlayStation 4, Xbox One e PC.

O jogo foi anunciado em 11 de junho durante a E3, após o vazamento da imagem de um chaveiro ter entregado o nome do jogo no final de maio.

Em Odyssey, a Ubisoft quer pegar carona na boa recepção e no sucesso de Assassin’s Creed: Origins e levará sua franquia ainda mais pra dentro das mecânicas de RPGs. Tais mecânicas introduzidas em Origins foram um sopro de frescor na franquia que já dava muitos sinais de desgaste e teve títulos bastante criticados e com pouca inspiração com Syndicate e Unity.

As mecânicas introduzidas em Origins ganharão ainda mais contornos definitivos de RPG em Odyssey com uma maior profundidade e variedade. Odyssey trará ainda um sistema de escolhas que impactará diretamente no gameplay e na história do jogo, bebendo da mesma fonte de The Witcher 3: Wild Hunt, jogo que utilizou esse recurso com maestria.

Enredo

Assassin’s Creed Odyssey é revelado oficialmente com trailer e gameplay durante a E3 2018

Assassin’s Creed: Odyssey vai ainda mais para o passado, chegando a 431 antes de Cristo, cerca de 400 anos antes dos eventos de Origins. Mas por que ir ainda mais para o passado se em Origins a Ubisoft contou justamente a história da origem da Irmandade dos Assassinos?

Odyssey trará importantes novidades e detalhes sobre a Primeira Civilização. Um grupo de seres místicos que deram origem aos artefatos do Éden, a fonte de poder que é almejada por templários e assassinos desde o início da historia da franquia.

No jogo, controlaremos Alexios ou Kassandra, e a escolha do personagem não influencia na história. Independente da escolha, o personagem será um mercenário expulso de Esparta que volta para a cidade anos depois em busca de redenção em meio à famosa Guerra do Peloponeso.

Alexios e Kassandra são herdeiros do Rei Leônidas, o icônico rei de Esparta. Eles carregam consigo um pedaço da lança quebrada de Leônidas que também é um dos artefatos do Éden, possuindo poderes especiais.

O jogador terá a liberdade de escolher se lutará por Atenas ou por Esparta em meio à Guerra do Peloponeso. Além disso, caberá ao jogador decidir como abordará diversos eventos históricos da Grécia Antiga, bem como a interação com personalidades como Hipócrates – o pai da medicina e Sócrates – o filósofo, não o jogador.

Os dois pés no RPG

Como citado mais acima, Assassin’s Creed: Odyssey leva a franquia de vez para o gênero de RPG, no caso um RPG de Ação.

A experiência deu certo com Origins, trazendo novas mecânicas à franquia que via o desgaste tomar conta de seus jogos.

Depois da decepção com Unity por conta dos bugs e repetitividade, e com Syndicate por conta da baixa relevância da história, o interesse dos fãs em Assassin’s Creed tendia a ter uma forte queda, mas ao trazer elementos de RPG a Ubisoft deu uma cartada de mestre e trouxe para a franquia não somente os fãs antigos, curiosos pela novidade, como também fãs do gênero de RPG que vem em alta graças a títulos como The Witcher, Fallout, Skyrim, entre outros.

Se Origins foi o primeiro passo rumo ao gênero, Odyssey entra com os dois pés no RPG, aprofundando as mecânicas introduzidas no jogo passado e trazendo ainda mais sistemas característicos de jogos assim.

Trailers e teasers

Informações Extras

A Medusa de Assassin's Creed Odyssey
  • O jogo contará com um modo New Game +;
  • A campanha principal do jogo leva cerca de 40 horas para ser finalizada;
  • Seasson Pass do jogo dará direito a uma versão remasterizada de Assassin’s Creed 3;
  • Será possível reviver grandes batalhas da época;
  • Entre essas batalhas está a lendária batalha dos 300 de Esparta contra o exército Persa;
  • Jogo contará com “Modo Explorador” que retira do mapa a maioria dos indicadores de localidade;
  • Mapa do jogo é cerca de 60% maior do que o de Origins, sendo o maior da franquia;
  • Exploração e batalhas navais voltam e terão grande destaque e importância;
  • Haverá desafios para enfrentar seres da Mitologia Grega, como uma Medusa;
  • Ubisoft promete diferentes finais para o jogo de acordo com escolhas e decisões tomadas;
  • O jogo chega 100% localizado para o nosso idioma, com dublagem e legendas;
  • Ricardo Juarez, a voz brasileira de Kratos em God of War interpreta o Rei Leônidas em Odyssey;
  • Após Assassin’s Creed: Odyssey, Ubisoft planeja hiato para a franquia em 2019.

 

 

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Torne-se um patrão do site!

Você sabia que ao tornar-se um patrão do Critical Hits, você ajuda o site a continuar crescendo e ainda ganha vantagens exclusivas como acesso a um design mais clean sem propagandas, Critical Cast 5 dias antes de todo mundo e acesso ao nosso grupo secreto no Facebook/Whatsapp? Torne-se já um patrão você também!

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


Por muitos anos Ceraldi foi um dos responsáveis pela maior comunidade de Resident Evil da América Latina. Hoje, além de trabalhar como UI/UX Designer, se dedica (menos do que gostaria) ao Critical Hits e tentar cumprir seu papel de pai de família em meio à gatos, bacon, video games, séries, futebol e NBA.