Categorias: Cinema e TV

Porque aquela confissão no final do Episódio 3, Temporada 7 de Game of Thrones foi importante para a história

Atenção: Spoilers sobre o Episódio 3, Temporada 7 de Game of Thrones e sobre eventos anteriores, se você não leu ainda, NÃO PASSE DAQUI.

Você sabia que o terceiro episódio da sétima temporada de Game of Thrones acabou com um detalhe muito interessante que, além de ser um “final glorioso” para a personagem Olenna Tyrell, vai ser muito importante para o destino de Westeros?

Pois então, para quem não lembra, antes do final do episódio, Olenna confessou a Jaime que foi ela quem mandou matar Joffrey, e como foi uma experiência pavorosa ver o garoto se contorcer e engasgar com o veneno. O que foi um “cair atirando” para a personagem, foi algo completamente diferente para Jaime Lannister, e agora vamos explicar porque.

Caso você não lembre, no final da quarta temporada da série, Jaime ajuda Tyrion a fugir de Porto Real após ele ter sido condenado à morte. Antes de fugir, Tyrion aproveita e mata o próprio pai, Tywin Lannister, algo que deixa Jaime puto da vida com ele, mas até aí tudo bem, o problema foi o que aconteceu na sequência: Tyrion confessou a Jaime que ele havia mesmo sido o responsável pela morte de Joffrey, apesar de todos sabermos que, na verdade, ele não era culpado.

Com a confissão de Olenna, uma mulher que não devia nada para ninguém e que não tinha nenhum motivo para mentir, Jaime deu-se conta de que o irmão, na verdade, nunca o traiu, diferente do que ele havia feito com o próprio irmão no passado.

Lembram da história que Tyrion contou a Shae, sobre o primeiro casamento dele? Na época, Jaime havia pregado uma peça no irmão que acabou com a esposa de Tyrion sendo estuprada por dezenas de soldados Lannister. Tanto Jaime quanto Tywin mentiram para Tyrion dizendo que ela era uma prostituta, quando ela não era na verdade. Nos livros, Jaime conta para Tyrion que ela não era uma prostituta, o que motiva a mentira de Tyrion sobre a morte de Joffrey, na série, isso não acontece, mas Tyrion fala que matou o sobrinho da mesma forma.

No final das contas, Jaime descobre que o irmão nunca matou o filho dele, e que ele “deve” isso a Tyrion, abrindo um caminho para uma possível reconciliação entre os dois. Cersei provavelmente nunca vai reconciliar-se com o irmão, mas é possível que seja isso o necessário para que os Lannister também unam-se à causa de Jon Snow e Daenerys contra os Caminhantes Brancos.

É verdade que qualquer afirmação depois disso é uma teoria, mas, as pazes entre Jaime e Tyrion é algo bem possível de se considerar, não é mesmo?

Este website utiliza cookies