Cinema e TV

Máquina de Combate quase teve um visual completamente diferente em Vingadores: Ultimato

No recém-lançado livro “Marvel’s Avengers: Endgame: The Art of the Movie”, foi revelado que ainda durante a fase de concepção de Vingadores: Ultimato, James Rhodes, o nosso querido Máquina de Combate, originalmente teve um traje totalmente diferente.

Segundo Aleksi Briclot, um dos artistas conceituais que trabalhou no filme, a sua intenção era criar um uniforme de viagem temporal para Rhodey em que ele carregasse a sua armadura em uma caixa, já que ela é um pouco menos tecnológica que a do Tony Stark (via ComicBook).

“Eu fiz algumas explorações conceituais onde adicionei o traje de viagem no tempo – ou pelo menos algumas de suas características, como padrões e cores – em cima da armadura do Máquina de Combate”, afirma o artista.

“Aqui, me concentrei no lado humano do personagem, Rhodey, e pensei que ele carregaria sua armadura em uma caixa flutuante.

Normalmente, o Máquina de Combate é mais bruto e grosso que o Homem de Ferro, então parece que a nanotecnologia poderia ser menos avançada e por isso ele precisaria de um compartimento maior para a viagem no tempo.”

Abaixo, você confere o visual descartado:

Mesmo o conceito até parecendo interessante, o resultado realmente ficou um pouco esquisito, e essa versão acabou não entrando no filme.

Vingadores: Ultimato foi lançado no final de abril e após ter ficado quase três meses em cartaz se tornou a maior bilheteria de todos os tempos.  Você pode conferir a nossa crítica do filme aqui.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade