No começo desta quarta-feira (09) o ator Jason Momoa, que recentemente interpretou o Aquaman no seu filme solo, foi alvo de acusações caluniosas por um vídeo editado que o acusava de assédio sexual.

Tudo começou quando alguns usuários brasileiros do Twitter começaram a compartilhar um vídeo de uma das premières de Aquaman, onde Momoa aparecia tirando fotos com os seus filhos e a edição sugeria que o ator estava pegando nos seios da sua filha.

Rapidamente o vídeo se espalhou pelas redes sociais, com diversos usuários o acusando e dizendo que estavam decepcionados com a atitude do ator.

No entanto, ao assistir o vídeo na integra que está disponível em uma filial da Fox no Havaí, fica claro que Momoa segura apenas na barriga das crianças e fica com seus braços apoiados no ombro dos seus filhos enquanto as pessoas tiram fotos.

Confira o vídeo abaixo:

Horas depois da viralização do vídeo e com os usuários já descobrindo que se tratava de uma edição mal intencionada para tentar difamar o ator. Flavia Lima, responsável pelo fã clube oficial de Jason Momoa no Brasil, informou que já entrou em contato com a acessória do ator e que eles estão tomando todas as medidas legais para derrubar o vídeo e punir os responsáveis pela difamação.

No código penal brasileiro a pena para os crimes de CalúniaDifamação ou Injúria é de detenção, de seis meses a dois anos, e multa.

Aquaman estreou no Brasil no dia 13 de dezembro de 2018 e recentemente se uma das maiores bilheterias do Universo Estendido da DC nos cinemas. Você pode conferir a nossa crítica do filme aqui.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?