Jared Leto diz que como vilão seu Coringa só perde para o diabo

Todos podemos concordar que o Batman não só poderia como deveria ter matado o Coringa há muito tempo devido às abominações que o vilão é capaz de fazer e o fato de nenhuma prisão no universo ser capaz de segurá-lo. O Coringa de Heath Ledger mostrou-nos isso em “O Cavaleiro das Trevas” e o próximo a vestir o manto do Príncipe Palhaço, Jared Leto, já carrega esse peso, que parece estar sendo bem leve para ele.

Em entrevista ao Total Film, o ator diz que conversou muito sobre isso com o diretor de Esquadrão Suicida, David Ayer, e que soube o que devia fazer no papel:

“Sentamos do lado de fora da casa dele e conversamos, e ficou claro que ele queria de mim algo realmente diferente. Ele queria quebrar algumas regras e aquilo me pareceu bem tentador. Percebi que ele estava em uma missão. Isso não era apenas um filme para ele… Eu sabia que teria que mergulhar fundo e chegar a um lugar que eu nunca tinha ido antes”.

E quando perguntado sobre como seria realmente o novo Coringa, tudo o que Leto disse foi: “O único vilão que poderia ser mais infame é o Diabo”. Eita.

“O Coringa é um ícone, uma lenda, o pior dos malvados e está sendo muito divertido fazê-lo. É difícil não ser fã dele”, finalizou.

Algo que pode ter “facilitado” a vida de Leto foi a recente revelação da existência de três Coringas nos quadrinhos, o que, para o bem ou para o mal, quebra o sentimento de comportamento único do Coringa que muitos pensavam existir. Heath Ledger já mostrou que é possível fazer o diferente ser melhor, será que Jared Leto o conseguirá também?

Esquadrão Suicida estreia em 4 de agosto nos cinemas.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade