Categorias: Cinema e TV

Diretora de Bird Box explica as diferenças entre o final do livro e do filme

Bird Box estreou na Netflix a pouco mais de uma semana e rapidamente tem se tornado um dos lançamentos mais populares da plataforma de streaming esse ano.

No entanto, embora seja uma adaptação relativamente fiel ao livro homônimo Josh Malerman, o longa dirigido por Susanne Bier tem algumas diferenças importantes.

O TEXTO ABAIXO POSSUI SPOILERS DO LIVRO E DO FILME BIRD BOX

A principal delas está relacionada ao final da história, que na versão escrita por Malerman possui um caráter bem mais pessimista e cruel. Caso você não esteja lembrado, no final do filme, Malorie e seus dois filhos conseguem achar o complexo descrito por Rick, que na verdade é uma escola para cegos, que foi transformada em uma espécie de “paraíso” com diversos pássaros que servem como um alerta natural para os monstros.

O final faz bastante sentido, já quem em um mundo dominado por criaturas que atacam pelo olhar, pessoas cegas não seriam afetadas. A característica que muda para os finais de ambas as obras é que no livro, Malorie também chega nesse lugar mas não se trata de uma escola para cegos, mas sim de um local onde as pessoas escolheram se cegar para não serem afetado pelas criaturas.

Enquanto no filme temos um final mais concreto, já que aparentemente pessoas cegas e não-cegas vivem nessa escola, no livro é deixado em aberto se Malorie e as suas crianças precisarão também ficar cegas.

Em uma recente entrevista ao Polygon, Susanne Bier, explicou o motivo de tornar o final um pouco mais positivo.

“O filme é um pouco mais positivo. O filme é em muitos aspectos, diferente do livro, mas também está muito baseado na obra original. O livro também tem uma espécie de final positivo e eu não queria fazer um filme apocalíptico que não tivesse um final esperançoso. De certa forma, praticamente tudo que fiz teve algum tipo de final esperançoso.”

A diretora ainda disse que tenta evitar fazer filmes completamente sombrios e desejava que o público acabasse de assistir com um pouco de esperança em meio a esse mundo apocalíptico.

“Eu não estou particularmente interessada em fazer o público sair, do cinema ou de sua própria tela, com um ponto de vista completamente sombrio. Isso não é exatamente o que eu acredito. E para mim foi fundamental e parte do que me interessou nisso, foi que essa é uma história assustadora e distópica, que ainda tem uma corrente esperançosa.”

Bird Box está disponível exclusivamente na Netflix.

Este website utiliza cookies