Cinema e TV

Diretor de Star Wars: A Ascensão Skywalker explica o motivo do retorno de Palpatine

Quando o primeiro trailer de Star Wars: A Ascensão Skywalker foi liberado em abril deste ano, uma das maiores surpresas para praticamente todos os fãs foi a revelação de que o Imperador Palpatine estaria de volta.

Embora ainda não saibamos absolutamente nada sobre como será o seu retorno, uma boa parte do fandom inicialmente não gostou nada da ideia, alegando que a história do personagem já havia sido finalizada em O Retorno do Jedi, e a sua volta apenas prejudicaria o peso dos acontecimentos.

No entanto, em uma entrevista à Empire (via Reddit), JJ Abrams, o diretor de A Ascensão Skywalker, explicou o motivo de ter achado necessário o retorno do Palpatine para finalizar a saga.

“Algumas pessoas acreditam que não devemos revisitar o Palpatine, e eu entendo completamente isso. Mas se você está olhando para os noves filmes como uma única história, não conheço muitos livros em que os últimos capítulos não têm nada a ver com os que vieram anteriormente. Se você analisar os oitos primeiros filmes, tudo estava desenhado para o que estamos fazendo no Episódio IX.”

Star Wars: A Ascensão Skywalker terá no elenco o retorno de Daisy Ridley, Adam Driver, John Boyega, Oscar Isaac, Lupita Nyong’o, Domhnall Gleeson, Kelly Marie Tran, Joonas Suotamo e Billie Lourd. Além dos veteranos, Mark Hamill, Anthony Daniels e Billy Dee Williams, que interpretará novamente Lando Calrissian.

Entre os estreantes estão: Richard E. Grant, que viverá o General Pryde; Zorri Bliss, interpretando uma personagem chamada Keri Russell; e Naomi Ackie, que será uma aliada da Resistência chamada Jannah.

Sobre o papel de Leia Organa, a Lucasfilm revelou que ela será mais uma vez interpretada por Carrie Fisher, utilizando imagens inéditas de O Despertar da Força.

Star Wars: A Ascensão Skywalker estreia no Brasil no dia 19 de dezembro.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade