Procuradores da República ganham iPhone de 2020 e chamam aparelho de “esmola”

O Iphone é um celular bastante procurado no mundo inteiro, mas os procuradores da república receberam o modelo de 2020 e chamaram de “esmola”.

Segundo a Folha, integrantes do Ministério Público Federal (MPF), que recebem salário em torno de R$ 33 mil (fora os benefícios), ficaram indignados por receberem um iPhone SE (2020) de graça.

Procuradores da república recebem Iphone 2020 e chamam de “esmola”

De acordo com a Folha, as mensagens foram retiradas de uma rede interna usada pelos procuradores e direcionadas ao secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação da Procuradoria-Geral da República, chamado de Darlan Airton Dias.

O procurador Marco Tulio Lustosa Caminha teria dito em tom de indignação que é um absurdo receber um iPhone SE após três anos com um iPhone 7. “Você acha mesmo que depois de três anos com um iPhone 7, já ultrapassado, processador lento, bateria ruim, tela pequena, vamos aceitar por mais 30 meses um iPhone SE?? Acho que ninguém aqui é moleque, Darlan”, “Isso é um insulto!! Não quero esmola! Acho que ninguém aqui quer esmola!! Estamos há quase um ano trabalhando de casa, celular, notebook, internet, energia… Que bagunça é essa?? Estão querendo nos humilhar??!! Não aceito humilhação, Darlan. Acho que devemos ser mais respeitado!!!”, disse o procurador.

Após os procuradores da república chamarem o Iphone de esmola, a Procuradoria-Geral da República soltou uma nota dizendo ter analisado as “ponderações apresentadas” e decidiu manter a contratação, que foi feita com a operadora claro.

O Iphone SE é de fato menor que os outros Iphones, mas ele é bem capaz de fazer seu trabalho. O sistema da Apple é sempre procurado pela sua segurança para fazer trabalhos, já que ele é dificilmente invadido e é um dos pontos fortes que ele tem em relação ao Android.

Valteci Junior

Valteci Junior é editor no Critical Hits

Publicado por
Tags: iPhone

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade