PlayerUnknown’s Battlegrounds merece estar na votação de jogos do ano, mas não merece vencer

Fala, galera, tudo bom com vocês?

Quem aí está indignado pelo fato de PlayerUnknown’s Battlegrounds estar na lista de indicados a jogos do ano? Você acha que é um absurdo um jogo em acesso antecipado estar lá? Acha que há jogos melhores do que Battlegrounds que ficaram de fora? Acha que o jogo devia ser otimizado antes de merecer qualquer tipo de elogio? Você está quase certo, mas deixa eu explicar porque você está um pouco errado.

Assim como Overwatch no ano passado, PlayerUnknown’s Battlegrounds é a grande história de sucesso de 2017. Que outro jogo surgiu do nada e movimentou milhões de jogadores ao mesmo tempo dia após dia? Que outro jogo tirou Dota 2 do trono de jogo mais jogado do Steam e triplicou os picos do jogo semana após semana? A resposta é nenhum, e por causa desse sucesso, seria um desrespeito deixar PUBG de fora da discussão.

É verdade, o jogo não merece vencer, e também é verdade, o jogo não é o mais original de todos os tempos, mas quem joga PUBG sabe que ele é um dos jogos mais divertidos e viciantes já lançados, e, no fim das contas, qual o objetivo de um jogo? Contar uma história ambiciosa e gigantesca? Trazer os melhores gráficos de todos os tempos? Divertir e integrar seus jogadores? Eu sinceramente acho que a resposta certa é essa última.

Overwatch venceu o jogo do ano em 2016 e ainda que o meu jogo do ano tenha sido Doom, eu compreendo o porquê. Exatamente pelo mesmo motivo que PUBG deva sim estar na discussão, por tudo isso que ele fez. Assim como Overwatch influenciou e vai influenciar mais jogos nos próximos anos, vocês podem apostar que muito jogo por aí vai ter um modo Battle Royale da vida tentando tirar uma casquinha de PUBG.

Assim como Dark Souls (não podemos fazer um texto sem comprar algo com o jogo da From Software, né?) influenciou uma porrada de jogos na última década, PlayerUnknown’s Battlegrounds provavelmente vai influenciar um monte de jogos daqui pra frente, como já tem feito. Até o grandioso GTA V lançou um modo Battle Royale. Fortnite é outro grande exemplo de jogo que bebe com tudo na fonte de PUBG e tem muito sucesso por causa disso.

E tudo isso sem cobrar um centavo dos jogadores por assinatura mensal, sem estar cheio de microtransações e tentativas de achacar o jogador e sem nenhum tipo de pay to win. Ah, e claro, custando metade do que um jogo completo de 60 dólares custa. Você ainda acha mesmo que o jogo não mereça ser indicado?

PlayerUnknown’s Battlegrounds não vai ganhar o título de jogo do ano. O meu palpite vai pra Zelda: Breath of the Wild, que é o grande merecedor do ano, mas ainda assim, é legal ver a BlueHole recebendo reconhecimento e sendo colocada numa posição de grandeza das desenvolvedoras, local esse que ela fez mais do que o suficiente para merecer.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Disqus Comments Loading...

Posts Recentes

Fã de My Hero Academia recria o pai de Katsuki Bakugo em cosplay perfeito

My Hero academia conta com um grande ponto forte: o seu diverso e interessante elenco de personagens, e um dos…

1 hora atrás

Este seria o visual de Vegeta com o Instinto Superior Completo em Dragon Ball Super, segundo fã

Dragon Ball Super está num momento bastante interessante da sua história, com Goku e Vegeta seguindo caminhos distintos. O primeiro…

2 horas atrás

Capítulo 38 de Boruto revela a importância de Kawaki para Jigen

As grandes revelações sobre o vilão de Boruto: Naruto Next Generations não param de acontecer nos capítulos recentes do mangá,…

3 horas atrás

Afinal, quem venceria num novo combate entre Naruto e Sasuke em Boruto: Naruto Next Generations?

Naruto e Sasuke lutam um contra o outro literalmente desde que eram crianças. E enquanto na maioria das vezes o…

4 horas atrás

Próximo Character Book de My Hero Academia contará com uma participação especial do criador de Bleach

Embora My Hero Academia e Bleach apresentem universos bem distintos, os seus protagonistas possuem algumas similaridades, já que ambos são…

5 horas atrás

Fã reimagina Emma, de The Promissed Neverland, em cosplay incrível

Criador por Kaiu Shirai e lançado originalmente em 2016, o mangá de The Promised Neverland rapidamente atingiu altos níveis de popularidades. Mesmo não estando…

6 horas atrás

Este website utiliza cookies