Critical Hit: Watch Dogs no Wii U: tragédia anunciada

Fala, galera, tudo bom com vocês? Quem aí viu que Watch Dogs foi lançado para o Wii U na semana passada? Pois é, o título que havia sido adiado somente no console da Nintendo finalmente ganhou a sua versão, e vendeu menos que Fifa 13 no lançamento. Sim, Fifa 13, o jogo de futebol de três semanas atrás. De quem é a culpa disso, do Wii U ou da Ubisoft?

A resposta é… dos dois, mas bem mais culpa da Ubisoft do que do Wii U. Sabe quando dizem que a culpa é de todo mundo e no fim das contas acaba sendo culpa de ninguém? Bom, esse não é o caso. Watch Dogs não foi um dos melhores lançamentos do ano. Pra falar a verdade, foi um dos jogos que me decepcionou em 2014, e eu não fui o único.

Muita gente viu que o jogo tem mecânicas interessantes e tem bastante potencial, mas faltou uma história que realmente interessasse o jogador e, acima de tudo, um protagonista forte e não o cara no sobretudo com lenço na cara de gangaster do GTA que não tem a mínima graça. Todo e qualquer interesse que o jogador pudesse ter por Watch Dogs já morreu faz tempo, provavelmente ainda no primeiro mês do jogo.

Agora lance o mesmo jogo que causou essa impressão seis meses depois numa plataforma que não é conhecida por vender bem jogos de desenvolvedores que não se chamem Nintendo e a tragédia é praticamente certa. Praticamente todo mundo que queria jogar Watch Dogs já o fez, seja no PS3 ou no Xbox 360, seja no PC, PlayStation 4 e no Xbox One. Pouca gente realmente tem apenas um Wii U e, levando em consideração a quantidade de promoções que o jogo teve desde o lançamento, menos gente ainda está disposta a pagar 60 dólares por esse jogo com o único objetivo de joga-lo no Wii U.

Para completar, saiu hoje um artigo no Digital Foundry que mostra que, aparentemente, a versão do Wii U foi um port da versão do jogo para o PlayStation 3 e Xbox 360. Um port mal feito, aliás, já que o jogo roda num framerate abaixo do mostrado na versão da geração passada e com os mesmos efeitos ligados. A única diferença entre essas versões e as do Wii U, no fim das contas, são os controles adaptados para o Game Pad, como maior facilidade de navegar pelo mapa e afins, mas isso é perfumaria e está longe de ser uma característica decisiva.

Ou seja, temos um jogo caro, mal portado e pouco interessante lançado meio ano depois dele ter sido lançado para o resto das plataformas. Ok, essa é a parcela de erro da Ubisoft na conta do desastre que Watch Dogs foi pro Wii U. Por que a companhia lançou o jogo então? Obrigações contratuais, provavelmente, já que a multa por não lançar o game pro console seria maior do que o prejuízo que eles venham a ter para portar o game. Essa última parte é especulação minhas, mas imagino que isso seja plausível porque ninguém investe dinheiro pra tomar prejuízo. Ninguém é maluco.

Bom, vamos à parcela de culpa da Nintendo agora. Para começar, a culpa da Nintendo é pela relação dela com as 3rd parties, ou seja, a Nintendo tem uma cacetada de Wii Us nos lares do mundo (o console continua sendo o segundo colocado em vendas dessa geração, atrás apenas do PS4), mas aparentemente não consegue transformar isso em vendas de jogos que não tenham a marca Nintendo. Como resolver isso? Mais marketing, mais incentivo$$ para as companhias lançarem versões dos seus jogos para o Wii U e por aí vai. Eles deviam ter pago a Capcom para ter feito um port de Monster Hunter 4 pro Wii U. Seria um puta exclusivo para o console, mas preferiram não faze-lo. Ok, erro deles.

Parece que a estratégia para o futuro próximo (provavelmente até o fim da geração) está traçada: o Wii U vai ser um console de jogos da Nintendo, com eventuais lançamentos de terceiros e indies. Se a Nintendo está contente com isso, que bom pra eles, paciência para os donos de Wii U. Só espero que isso não acabe contaminando o 3DS também, aí seria decretar o fim da Nintendo para os próximos anos.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por
Tags: Watch Dogs