5 jogos que te deixarão deprimido – parte 2

Mais um dia, mais um artigo, e como não da pra viver de sorriso, risada e alegria todos os dias, nesta quinta-feira nebulosa de março (pelo menos em São Paulo Capital City) iremos retomar esse artigo que trata daqueles jogos que são bons o suficiente para montar uma história de forma decententemente o suficiente para te entristecer ao ponto de desaguar em seus momentos mais tristes e fazer a gente agarrar nossas namoradas em desespero e tristeza.

Mentira, nós não temos namoradas, temos vídeo games.

Boa leitura!

5. Brothers: A Tale of Two Sons

Esse título pegou muita, mas muita gente de surpresa no último ano, e mesmo sendo um jogo Indie bateu de frente com grandes games em importantes prêmios.

Eu não joguei ainda, mas pela opinião de leitores 10/10 pessoas se emocionam com o jogo.

Valeu a dica pessoal! S2

4. Gears of War II

Marcus Fenix, um dos meus personagens prediletos da última geração fica praticamente de coadjuvante nesta história se compararmos com Dominic Santiago, no segundo título da franquia.

Durante o primeiro jogo e parte do segundo, Dom procura por sua esposa que durante o ataque Locust foi dada como desaparecida, e bom, ele encontra ela…

Fale o que quiser de Gears of War, mas nunca negue que a carga emocional colocada na cena em que Dom enfim acha sua esposa não é um dos momentos mais tristes da história dos games.

3. Silent Hill: Shattered Memories

Bom, há uma grande chance de você não ter jogado esse título da serie, afinal, ele foi lançado primeiramente para Wii, para depois ser lançado para outros consoles. Bom, minha notícia é: você perdeu um dos melhores títulos de Silent Hill. E você também perdeu muitos momentos de choro.

A parte interessante, é que o foco do game não é a tristeza. Na realidade é bem provável que você nem se sinta triste, pelo menos até chegar ao fim do jogo, quando você começa a pensar em todos os eventos que o levaram até ali, e então começa a choradeira.

2. The Walking Dead – The game

Este jogo nos surpreendeu tanto, mas tanto, que em uma discussão dos redatores chegamos a conclusão de que, ao invés da AMC exibir a serie, eles poderiam deixar alguém jogando o game ao vivo toda semana, que seria melhor que a serie original.

O jogo é do tipo de muitas escolhas, que durante o gameplay alteram as ações dos personagens, e os próprios personagens que o acompanhar até o fim, e como a única certeza real é que tudo tem um fim, é certo que Lee e Clementine chegam até ele, e que fim.

Independente das escolhas que você tomar durante o jogo, o final é inevitável e arrebatador. :’(

1. To The Moon

Esse jogo é tão triste, mas tão triste que é provável que você fique desidratado quando terminar o jogo. O jogo toma lugar em um futuro não tão distante, especialistas tem a habilidade de entrar na mente da pessoa para então inserir, ou retirar memórias. Ok, Inception é assim, porém no jogo, essa habilidade é somente usada para pessoas que estão em seu leito de morte, para então tornar seus sonhos realidade em suas cabeças, ou então apagar aquela lembrança horrível. Só esse plot é o suficiente para desaguar o coração.

No jogo, você é um doutor que está cuidando de Johnny, um homem que queria ir a lua após o falecimento de sua mulher, porém ele não faz a menor idéia porque ele quer isso, e para convencê-lo, você deve cavar fundo em suas memórias, para então achar as raízes da idéia, para então florescê-la.

Acho que não preciso falar mais nada a partir daqui né? Siga por conta e risco, e prepare os lenços.

E aqui finalizamos nossa lista de games tristes, mas tão tristes… que deixarão você triste. Alguma dica? Reclamação? Então deixa seu comentário pra gente!

Até a próxima!

Disqus Comments Loading...