5 jogos com trailers bem enganadores – parte 2

Meus queridos leitores, já se preparando para iniciar o final de semana? Bom, já que vocês se identificaram com o artigo de ontem nos comentários, resolvi fazer mais um para hoje. Se alguém quiser ler o de ontem antes, basta clicar aqui.

Só pra recapitular: estamos falando de jogos que tiveram ótimos trailers de anúncio, mas que depois acabaram sendo bem piores ou diferentes quando o jogo ficou pronto e chegou nas mãos dos jogadores. Vamos lá?

Fuse (ou Overstrike?)

A ótima Insomniac Games mostrou o trailer acima em 2011, chamando o shooter de Overstrike. Porém, quem tava financiando a brincadeira era a Electronic Arts, eles tiveram que mudar um pouco o tom do jogo, “reapresentando-o” como Fuse no ano seguinte. O resultado foi que o jogo teve um resultado médio, com várias críticas inclusive direcionadas ao novo estilo de arte e tom, que havia agradado mais quando ainda se chamava Overstrike.

Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty

Esse exemplo é bem interessante. Após o grande sucesso de Metal Gear Solid e o status que Solid Snake ganhou, Sons of Liberty foi anunciado com o trailer acima, mostrando o herói em vários cenários, o que gerou uma animação e hype absurdo para o título. O jogo final não foi ruim, pelo contrário, é um excelente jogo. A pegadinha aqui é que SPOILERS os jogadores assumem o comando de Raiden, um novo protagonista, logo após o início do jogo e assim permanecem, pegando todos os fãs desprevenidos. Inclusive, essa era exatamente a intenção de Hideo Kojima. Parabéns para ele por ter conseguido manter essa informação secreta e sem vazar para a mídia.

Gears of War

Ao lançar esse trailer épico, com a obra prima “Mad World”, de Gary Jules, tocando ao fundo, a Microsoft apresentou para o mundo uma das franquias que viria a se tornar um dos pilares da geração passada de shooters em terceira pessoa. Nem o trailer nem o jogo foram ruins, porém eles são completamente diferentes. O feeling que temos do vídeo acima é de um jogo focado nos efeitos da guerra em um soldado, indicando um tom muito mais emotivo. Não que o jogo não tenha uma história boa e até mais sombria, mas em nenhum momento o tom do trailer é atingido.

Halo 3

Em mais uma franquia da Microsoft, o trailer de Halo 3 deu todos os sinais que a história terminaria ali mesmo. Mostrando uma batalha épica, com cadáveres para todos os lados, soldados humanos batalhando e, no centro de tudo, um Master Chief aparentemente derrotado, tudo indicava o fim e só deixava os fãs animados em poderem participar dessa guerra. Porém, o jogo final não só nunca mostrou essa épica batalha como ainda se soube que ela nunca aconteceu no universo da Bungie, além de não ter concluído a história.

Killzone 2

A Sony apresentou o segundo jogo da sua franquia para o mundo em 2005 com o trailer acima, mostrando impressionantes gráficos num demo que permanece o tempo todo em primeira pessoa, dando a impressão que eram de fato imagens do jogo rodando num PS3. Questionamentos sobre isso foram feitos, com respostas evasivas da empresa, e eventualmente foi descoberto que o trailer foi todo feito em computação gráfica por um estúdio especializado no assunto, e não do jogo em si.

Hoje resolvi pegar alguns jogos que até foram bons, mas não o que realmente foi mostrado no trailer. Alguém também acabou sendo “enganado”?

Leonardo Koakowski

Sonysta, Sommelier de Destiny e Cyber Atleta de final de semana de Rocket League