5 fatos de jogos conhecidos que vão fazer a sua cabeça explodir

Fala, galera, tudo bom com vocês? Como diria Arquivo X, a verdade está lá fora, ou melhor, a verdade está no seu nariz, você é que não consegue ver. Deixa eu explicar melhor, em alguns jogos, há alguns fatos gritantes que não são contados pelos jogos, mas que é só unir as evidências dadas por eles e ver como a realidade é bem diferente do que parece ser. Não acredita? Então me acompanhe e prepare-se para ser surpreendido.

Obs: pequenos spoilers de cada jogo.

Portal e Half Life se passam no mesmo unvierso

Contribuição do Lucas Schlottfeldt

É isso mesmo, caros leitores e gamers. Aqui quem fala é o Lucas Schlottfeldt, contribuindo para este artigo do Eric Arraché com sua experiência em Half Life.

Recentemente terminei Portal 2 e me toquei de uma coisa que após ir atrás de informações se provaram completamente verídicas. Esses dois jogos estão no mesmo universo. Quem jogou o fabuloso mundo dos portais de Aperture prestando atenção, reparou que em diversas passagens e documentos a Black Mesa (instalação científica ao qual Gordon Freeman presta serviços e faz a cagada interdimensional) é citada como uma forte concorrente na corrida científica. Eu arrisco até mesmo a dizer que a tecnologia de portais utilizada pela Black Mesa para abrir portais interdimensionais que causou o incidente todofoi roubada da própria Aperture, segundo especulações do próprio Cave Johnson, presidente e falecido fundador da Aperture Laboratories.

Como no vídeo que vocês podem ver acima, a Games Anatomy mostra que no final de Half Life 2: ep 2 a mítica instalação secreta Borealis pertencente a Aperture foi localizada e que esconde um grande segredo envolvendo portais de larga escala. O laboratório pode estar até mesmo envolvido com os Combine muito antes da trama toda começar.

Seja lá o que isso for, só saberemos no dia que Half Life 3 for lançado.

Ah sim, mais um “mind blow”. Os eventos de Portal 2 acontecem entre Half Life 1 e 2. Quem sabe Chell não da uma ponta no jogo, ou até mesmo um Portal 3 é lançado para complementar a história?

Tudo o que você fez em Dark Souls não serviu pra nada

Suponhamos que você tenha sido macho o suficiente para terminar Dark Souls. Suponhamos que você tenha escolhido o final bom, onde o herói re-acende o fogo e faz as almas finalmente descansarem. Sabe o que acontece? Nada.

Após religar o fogo, você já notou que ele refaz a primeira cena, logo do começo de Undead Asylum? E como você provavelmente está usando o Elite Knight Set, você é exatamente o mesmo guerreiro que te salvou no começo do jogo, mas como já faz umas 40 horas que Dark Souls acabou, você nem lembra mais disso.

Dark Souls é um jogo sobre a repetição, tanto isso é verdade que a sua sequência, Dark Souls II se passa no mesmo universo e com vários fatos semelhantes, mas contados de forma diferente. Nesses mil anos que se passaram entre um e outro jogo, algumas coisas aconteceram, mas você continua no mesmo lugar onde era Lordran, só que agora com um nome diferente.

Você inclusive encontra alguns inimigos semelhantes no meio do caminho, como o Old Dragonslayer, mas voltemos ao ponto inicial. Você religou o fogo para nada, pois logo depois o seu personagem sentiu a necessidade de passar a tocha à diante e foi isso o que aconteceu no fim do jogo, para mais um morto vivo ir lá se ferrar morrendo mais de 800 vezes até terminar o jogo e passar a tocha pro próximo otário… E assim vai até a eternidade.

Você é o culpado pelos eventos de Final Fantasy VII caso tenha jogado X-2

Em Final Fantasy X-2, você conhece um jovenzinho chamado Shinra e ele está pesquisando maneiras de extrair a energia vital do planeta e usá-la como combustível para aumentar a independência energética de uma Spira desolada por mil anos de ataques de Sin.

Você notou alguma coisa estranha na frase acima? O garoto Shinra deu origem à família que está por trás da corporação energética que gera os eventos de Final Fantasy VII. A ligação pode parecer bem fraca, e é, mas a própria Square Enix reconheceu essa ligação em dois guias diferentes, o FFVII Ultimania Omega e o FFX-2 Ultimania.

No primeiro, há a seguinte menção:

“Shinra é um garoto que dá suporte ao Gullwings, um grupo cujo protagonista principal do jogo, Yuna, também faz parte. Ele carrega um nome que dá a ele uma associação com a companhia Shin-Ra e ele está pesquisando um método de utilizar a energia da força vital que flui através do nosso planeta. O resultado disso não pode ser visto em Final Fantasy X-2, mas talvez um dia os descendentes dele irão estabelecer uma companhia que supra a energia do nosso planeta?”

Já no segundo guia:

“Depois de deixar os Gullwings, Shinra recebe um financiamento enorme de Rin e começa a tentar usar o Vegnagun para sugar a energia Mako de Farplane. Apesar disso, ele não consegue completar o sistema de utilização de energia na sua geração e, no futuro, quando a viagem para outros planetas distantes vira uma possibilidade, a companhia Shin-Ra é fundada em outro mundo, ou algo assim…. Isso aconteceria em mais ou menos 1000 anos depois dessa história, eu acho”.

Todo mundo morre após Uncharted 3

Veja a imagem abaixo:

Ela é um Easter Egg encontrado em Uncharted 3 onde fala-se sobre um fungo mortal cujo entendimento ainda não é totalmente dominado por cientistas. Meio que por brincadeira, ele foi colocado no jogo, mas deveria ter sido removido, já que The Last of Us era um projeto secreto da Naughty Dog no momento (ambos os jogos foram desenvolvidos simultaneamente, apesar de Uncharted 3 ter seu processo de criação iniciado antes de The Last of Us).

A companhia morreu de medo de alguém descobrir o Easter Egg e começar a fazer perguntas por aí sobre que fungo era aquele, mas uma coisa é certa: The Last of Us e Uncharted passam-se no mesmo universo, e Joel e Nathan Drake se duvidar até têm uma idade semelhante.

Será que o nosso herói garanhão sobreviveu aos eventos cataclísmicos que nós vivenciamos no começo de The Last of Us? Será que a Naughty Dog vai seguir com a brincadeira e colocar Uncharted 4 no meio de Clickers e Bloaters? Claro que não, mas seria muito legal se isso acontecesse.

A humanidade está à beira da extinção em Super Mario

Pergunta rápida: quantos humanos habitam o Mushroom Kingdom? Uns 3 ou 4, dependendo da versão de Super Mario que você joga. Temos Mario, Luigi, Peach e Daisy… e mais nenhum outro humano. Sabe o que eu quero dizer com isso? Que a humanidade provavelmente não dura muito tempo depois dos eventos do jogo.

Deixa eu explicar melhor, em Super Mario Bros., a Nintendo explica que os habitantes do Mushroom Kingdom foram transformados em blocos pelo King Koopa. Os mesmos blocos que você quebra. Sim, entre um castelo e outro (além de alguns crimes ambientais que dariam prisão sem direito a fiança aqui no Brasil, como sair por aí pulando em cima de tartarugas), você está fazendo parte de um genocídio, aplicando uma boa dose de eutanásia nos pobres coitados que viraram pedra graças ao Koopa.

Seria bom a Peach parar de regular o pessegão pro Mario entre um jogo e outro, ou eles provavelmente vão ser os últimos habitantes de um reino sem súditos.

Bom, galera, esses são os que eu consegui lembrar de alguns jogos. Eu tenho mais um pra parte 2. Me ajudem com mais quatro aí pra ela sair da mesa de projetos!

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade