Categorias: Artigos

5 dos momentos mais agoniantes de todos os tempos em jogos de videogame – parte 2

Fala, galera, tudo bom com vocês? Semana passada eu fiz uma postagem com os momentos mais agoniantes de todos os tempos em jogos de videogame e, como toda lista, sempre surge gente que discorda e tem algum item pra acrescentar. O pior de tudo é que eu lembrei de alguns deles também, então vamos atualizar a lista com mais cinco momentos hoje.

Spoiler Alert: Obviamente, a maioria dos momentos aqui contêm spoilers. Leia por sua conta e risco.

5. Ethan vira o presidente Lula

Para salvar seu filho, Ethan deve cortar o último pedaço de um dos dedos da sua mão na frente da câmera. O momento é bem agoniante e dá aquele frio na barriga, mas não é nem de longe o mais agoniante da lista de hoje.

4. Kung Lao e o pior fatality de todos os tempos

Esse é outro pra deixar todo mundo com aquele frio na barriga, ainda mais quando o alvo do fatality é um homem.

3. A morte de Poseidon em God of War 3

Continuando meu recorde de 26 anos sem ter jogado God of War, esse Poseidon deve ter feito algo muito ruim pro Kratos estar tão puto assim com ele.

2. Joel sendo empalado em The Last of Us

Esse é um dos piores momentos de The Last of Us. Diferente da parte 1, onde a Lara Croft continuou saltitando feito uma macaquinha, Joel realmente sentiu o ferro atravessando ele e quase morrendo no processo. O pior de tudo é não saber se o personagem vai ou não morrer por mais 2 horas de jogo.

1. Lee serrando o próprio braço em The Walking Dead

Essa é de longe a pior de todas as cenas. Cortar o mindinho não é nada perto de cortar o próprio braço fora para não tornar-se um zumbi. Eu não dava muita coisa pro Lee antes, achava ele somente um personagem mediano na trama de The Walking Dead, mas depois disso ele cresceu muito no meu respeito. Ah, e eu fiquei com calafrios por algumas horas depois dessa cena.

Gostou? Confira as outras partes do artigo

Parte 1

Este website utiliza cookies