5 curiosidades sobre jogos – Parte 41

Fala, galera, tudo bom com vocês? Quem está pronto para mais cinco curiosidades sobre jogos? Então vamos a mais um capítulo da série mais longa da história desse humilde site.

Tina, a vesga

Você já deve ter notado, caso jogue Borderlands 2, que Tiny Tina, uma das NPCs de Borderlands 2, é vesga, mas imagina como essa decisão sobre o personagem foi tomada? Bom, eu conto então. Acontece que Tina não era para ser vesga, o que ocorreu foi um bug durante o desenvolvimento dela onde um dos olhos acabou não seguindo a movimentação dos outros personagens, resultado na vesguice.

Os desenvolvedores acharam que a ideia casou tão bem com o personagem dela, que é hiperativa e completamente louca, que resolveram deixar o bug e deixar o personagem dela com esse problema ocular permanentemente. Convenhamos que o bug não podia ter acontecido em melhor hora, né?

Como transformar um personagem em três

Sonya Blade é o único personagem mulher do Mortal Kombat original e ela quase não existiu. Originalmente, Jax era para ser o sétimo integrante dos personagens selecionáveis do jogo, mas Ed Boon decidiu que ele iria tornar-se uma mulher. O detalhe é que Jax se chamava na verdade Curtis Stryker.

Dessa mudança de sexo o personagem com design de Jax, e nome do Stryker, acabou virando Sonya, que pegou a história de fundo original para Jax (aquela dela ir atrás do Kano por ele ter matado o parceiro dela, etc e tal) e o que sobrou dos personagens masculinos acabou sendo deixado para a segunda versão do jogo (onde Jax aparece para resgatar Sonya) e para a terceira (onde Stryker tornou-se um personagem da trama).

Nada de couros cabeludos

Em Assassin’s Creed III, você controla Connor, americano que é meio índio. Durante os estágios inicias de desenvolvimento do jogo, havia a ideia de você poder escalpelar os inimigos, semelhante ao que imaginava-se que os índios faziam com frequência.

Para quem não sabe o que é, escalpelar é algo como arrancar o couro cabeludo da pessoa com ela viva, fazendo-a ficar com uma aparência bizarra (procure por isso no google imagens e prepare-se para cenas fortes).

No fim das contas, a Ubisoft decidiu não colocar essa habilidade no personagem pois os moicanos raramente tomavam esse tipo de atitude drástica com seus prisioneiros.

Medo de fantasmas

Em Paper Mario, é possível descobrir um pouco mais sobre os segredos de Luigi. Para isso, basta você acessar o porão secreto da casa de Mario, logo no início do jogo. Fazendo isso, há um diário que pertence ao irmão magro e alto do encanador mais famoso de todos os tempos.

Caso você comece a lê-lo (que falta de educação a sua), é possível descobrir dois fatos sobre o personagem verde: ele tem medo de fantasmas e ele gostaria de ser o protagonista de um jogo no futuro.

Alguém aí pegou a referência? Luigi’s Mansion foi um dos títulos de lançamento da Nintendo para o Game Cube. Nele, você controla Luigi e deve caçar fantasmas numa mansão mal assombrada. O jogo estava em desenvolvimento quando Paper Mario foi lançado, então a companhia decidiu liberar um Easter Egg do título no RPG.

Street Fighter setentista

Em Street Fighter II, você viaja pelo mundo enfrentando lutadores de diferentes países e estilos de luta. Cada personagem tem sua localização definida no mapa pela bandeira do seu país e, como podemos notar na imagem acima, tudo indica que o jogo ocorre lá pelos anos 70 ou 80, ou que alguém na Capcom esqueceu de consultar a enciclopédia.

Caso você não tenha entendido o porquê, vamos explicar. O jogo foi lançado em 1992, ou seja, há 21 anos. Zangief é um personagem que luta pela URSS, ou seja, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, um estado que deixou de existir em 1991, um ano antes do lançamento do jogo (e durante o desenvolvimento dele).

Até aí tudo bem, o erro fica na bandeira da Espanha, já que a que aparece no mapa do jogo, é a bandeira espanhola que estava em vigor durante a ditadura de Francisco Franco, que durou até o ano de 1975, apenas 17 anos antes do jogo ter sido lançado. Após 75, a bandeira em questão no jogo foi banida e declarada inconstitucional, o que significa que Ryu e companhia devem ter uns 50 anos hoje em dia, no mínimo.

Gostou? Confira já as outras partes:

Parte 1 – Parte 2 – Parte 3 – Parte 4 – Parte 5 – Parte 6 – Parte 7 – Parte 8 – Parte 9 – Parte 10 – Parte 11 – Parte 12 – Parte 13 – Parte 14 – Parte 15 – Parte 16 – Parte 17 – Parte 18 – Parte 19 – Parte 20 – Parte 21 – Parte 22 – Parte 23 – Parte 24 – Parte 25 – Parte 26 – Parte 27 – Parte 28 – Parte 29 – Parte 30 – Parte 31 – Parte 32 – Parte 33 – Parte 34 – Parte 35 – Parte 36 – Parte 37 – Parte 38 – Parte 39 – Parte 40

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade