Este foi um detalhe de Dragon Ball GT que fez até a equipe de produção se arrepender de ter feito

Dragon Ball GT é tido como a “ovelha negra” da franquia Dragon Ball, afinal de contas, a primeira continuação de Dragon Ball Z não conseguiu nem de longe o mesmo sucesso do seu antecessor, e acabou sendo encerrada prematuramente com apenas 64 episódios.

O anime teve diversas críticas dos fãs, desde o enredo ser fraco a problemas no estilo de arte, e recentemente, um dos principais animadores da série, Naotoshi Shida, foi entrevistado pelo usuário do Twitter @taddlelegacy, e ele fez algumas revelações bem interessantes sobre o anime.

Comentando sobre o que ele mais se arrepende em Dragon Ball GT, Shida comentou que ele era um tolo naquela época, e que ele acabou adicionando um monte de coisas nas animações que foram criticadas pelos fãs, algo que ele se certificou de não repetir quando foi escalado pela Toei para cuidar também da animação de Dragon Ball Super.

Confira o que fez a equipe de produção de Dragon Ball GT se arrepender

Entrevistador: “Senhor Shida, já que você trabalhou em animações chave para Dragon Ball Super, qual foi a coisa mais difícil de desenhar?”

Shida: “Eu diria que Dragon Ball GT, onde eu pensei ‘Eu vou continuar a fazer arte interessante mesmo depois que o mangá do Toriyama terminar’, mas então eu comecei a adicionar coisas sem sentido, como sombras de dois tons e contornos. Eu fui um idiota.”

Nota do tradutor: “Em GT, ele estava sem controle tentando fazer uma série interessante, apesar de o mangá original ter terminado, então ele decidiu adicionar um monte de sombras desnecessárias e contornos. Em retrospecto, ele acha que foi uma besteira. Ele também parece não ter ligado para a pergunta específica sobre Dragon Ball Super.

Eu não entendo muito de animação, mas parece que ele quis dizer que adicionar mais uma camada de sombreados deixou o trabalho bem mais difícil”.

Todo mundo se arrepende de partes de algum trabalho na vida, ou dele todo mesmo, ainda mais anos após ele estar disponível. O que vocês acham do estilo de arte de Dragon Ball GT?

Confira também

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas. Este novo inimigo tem como objetivo fortalecer-se e então consumir a energia de todo o universo.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade