Essa é a prova que a escala de poder de Boruto: Naruto Next Generations é toda errada

A sequência de Naruto e Naruto Shippuden, Boruto: Naruto Next Generations, é tocada por pessoas diferentes da série original, para um público levemente diferente. Com isso, o unverso shinobi mudou um pouco para abranger as novas ideias e conceitos.

Os níveis de poderes em Naruto nunca foram os mais consistentes sob a autoria de Masashi Kishimoto, mas Boruto: Naruto Next Generations simplesmente quebrou tudo.

Otsutsuki, o clã que representava o maior de todos os perigos e que cada indivíduo tem poder suficiente para destruir planetas ou até dimensões inteiras, agora são lidados por personagens como Chojuro e Kurotsuchi.

Não se enganem, esse kage não são os fracotes que alguns fãs pintam, mas os Otsutsuki são alienígenas extradimensionais com poderes que ameaçam o espaço tempo. Foi necessário Naruto e Sasuke nos seus modos mais poderosos para conseguir apenas selar Kaguya em Naruto Shippuden.

Em Boruto, Otsutsuki são ameaças semanais. perigosos, mas nada próximos dos perigos que ofereciam na série original.

Outro exemplo é Jigen. Um vilão com uma habilidade novo que o torna capaz de superar Naruto mesmo em sua forma mais poderosa. De repente, qualquer um tem capacidades de destruir planetas  e não apenas os inimigos mais poderosos.

Caso continue assim, ao final da saga de Boruto, teremos personagens capazes de entrar no elenco de Dragon Ball.

Boruto: Naruto Next Generations é a sequência direta de Naruto Shippuden, tanto no anime quanto no mangá.

Nesta nova história, acompanhamos Boruto, filho de Naruto, um jovem que quer encontrar o seu próprio caminho e não pretende seguir os passos do pai, e Kawaki, jovem cujo corpo foi modificado com melhorias cibernéticas por um grupo misterioso chamado Kara.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchuyroll e ganha novos capítulos toda semana.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.