Categorias: Anime

Episódio mais recente de Attack on Titan censurou uma das cenas mais famosas do mangá

Quem acompanha Attack on Titan sabe muito bem que a série não trem freios na hora de mostrar cenas de pura violência como desmembramentos, cortes, rostos desfigurados e etc, no entanto, o mais novo episódio da série deu uma bola fora no quesito violência.

Isso porque uma das cenas mais memoráveis no mangá foi completamente censurada no anime e alguns fãs não gostaram nem um pouco disso.

Atenção: Abaixo haverão SPOILERS de Attack on Titan. Você foi avisado.

O episódio 57 do anime foi ao ar neste fim de semana e foi com ele que os fãs aprenderam tudo sobre o passado de Grisha Jaeger e como ele veio da humanidade além dos enormes muros que protegem a sociedade.

Acontece que o universo de Attack on Titan ficou muito mais complicado com o desenrolar da história, mas uma coisa permaneceu a mesma: A vingança é algo que une toda a série, e o episódio 57 confirmou isso depois que a irmã mais nova de Grisha foi violentamente assassinada.

Ficamos sabendo que um homem chamado Gross foi um dos responsáveis pelo assassinato e por dar a pequena irmã de Grisha para uma matilha de cães famintos como punição anos atrás. A morte de sua irmã levou Grisha a se revoltar contra Marley, mas seus planos foram frustrados e ele foi enviado para Paradis com outros rebeldes depois que Zeke os entregou.

Com o desenrolar do episódio, vimos Gross ser traído por um soldado e arremessado para a morte nas mãos de um Titã, e é aí que o anime censurou uma das cenas mais grotescas do mangá:

No mangá, a cena é bem mais horrenda. Quando Gross vem ao chão e se depara com o Titã, ele é rapidamente capturado e o Titã arranca um enorme pedaço de seu rosto com uma mordida, mas essa cena foi censurada no anime talvez por dificuldades em desenhar tal cena ou por ela ser realmente grotesca mesmo.

Apesar de ser uma cena bem grotesca e que embrulha o estômago, é sempre bom ver alguém se dando MUITO mal quando merece, não é mesmo?

Disqus Comments Loading...

Este website utiliza cookies