Entenda o que Orochimaru poderia obter ao tomar o corpo de Sasuke em Naruto

Orochimaru tinha como plano, dominar o corpo de Sasuke e assim prolongar a sua vida por mais alguns anos. Mas não era somente este o objetivo do lendário Sannin, e hoje vamos te explicar o que seria possível caso Orochimaru conseguisse se tornar num “Uchiha”.

Ao assumir o corpo de Sasuke, Orochimaru passaria a ter acesso ao Sharingan. Porém, diferentemente de Kakashi, ele provavelmente não enfrentaria as mesmas dificuldades, uma vez que possuía muito mais experiência e conseguiria utilizar o dojutsu para o seu real e verdadeiro objetivo: dominar a maior quantidade de técnicas possíveis.

É muito provável que o nível de poder de Orochimaru crescesse em níveis alarmantes, e ele acabasse se tornar um dos ninjas mais poderosos de todos os tempos, mesmo que jamais fosse capaz de despertar o Mangekyo Sharingan. Isso porque devido à todo seu conhecimento acumulado – somado a capacidade de antever movimentos inimigos e copia-los como ninguém, Orochimaru seria praticamente imbatível.

Confira também:

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017 e contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e então resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime tem 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), e finaliza a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi. Além disso, o anime prepara o terreno para a continuação direta da história.

Você pode acompanhar Naruto na íntegra no Crunchyroll. Além dele, o serviço conta com com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

João Víctor Sartor

João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade