Anime

Dragon Ball – 5 motivos que provam que as Esferas do Dragão deixam o anime pior

Apesar de Dragon Ball Z ser um focado quase que totalmente em lutas, boa parte da história e do anime original, Dragon Ball, gira em torno das Esferas do Dragão, como o nome do anime sugere.

Estes objetos super poderosos foram usados inúmeras vezes durante os três animes, e sempre foram muito importantes para a história. Entretanto, existem alguns aspectos das Esferas do Dragão que tornam Dragon Ball um pouco pior, e é sobre isto que discutiremos hoje.

Confira:

5 vezes em que as Esferas do Dragão deixaram Dragon Ball Pior

Elas tiram o impacto da morte

As Esferas do Dragão são objetos místicos capazes de invocar um dragão gigantesco que pode conceder “qualquer desejo”, mas um dos pedidos mais repetidos por aqueles que invocam Shenlong é o de ressurreição. E apesar deste tipo de ressurreição ser bem limitado pelas regras das Esferas do Dragão originais (não é possível reviver pessoas que já foram revividas no passado ou que morreram de causas naturais), ele ainda traz grandes problemas para a obra.

Uma ferramenta capaz de reviver qualquer pessoa que morra em combate tira quase que completamente o impacto que uma possível morte possa ter. Além disso, sacrificios heroicos são bem menos memoráveis quando temos a certeza que aquela pessoa será revivida quando o grande vilão finalmente for revivido.

Elas podem ser encontradas em questões de minutos

Uma das coisas que faziam as Esferas do Dragão um artifício tão incrível e raro era a dificuldade de reuni-las. Em Dragon Ball Clássico, boa parte da aventura de Goku e Bulma envolvia rodar o mundo inteiro atrás das Esferas do Dragão.

Porém, conforme os personagens foram ficando mais poderosos, reunir as esferas do dragão se tornou algo trivial. Goku pode encontrar as Esferas do Dragão em questão de minutos usando seu teletransporte e um dos radares de Bulma. Isto só tira o peso que as Esferas do Dragão tinham quando foram introduzidas pela primeira vez.

Suas regras mudam constantemente

Apesar das regras das Esferas do Dragão terem sido bem firmes originalmente, elas mudaram bastante conforme a história foi avançando, muitas vezes para melhor servir a narrativa atual.

Não só outros conjuntos de Esferas do Dragão mais fortes foram surgindo, como até mesmo as Esferas do Dragão da Terra ficaram mais poderosas após elas serem conectadas à Dende ao invés de Kami-sama.

Cada novo conjunto torna as Esferas do Dragão menos especiais

Quando a história de Dragon Ball chega em um ponto em que as regras impostas pelas Esferas do Dragão impedem que elas resolvam a situação atual, outros conjuntos de Esferas do Dragão acabam surgindo para suprir esta necessidade.

Além das esferas da terra, vimos as Esferas de Namekusei, as Super Esferas do Dragão e outro conjunto menor no mangá de Dragon Ball Super. Cada novo conjunto de Esferas torna o mito e os poderes envolvendo estes objetos cada vez menos especiais, além de poderem criar confusões gigantescas, já que teoricamente um desejo feito pra o Shenlong da Terra pode ser desfeito com um desejo de alguém para Super Shenlong, por exemplo.

Elas possuem muitos limites

Quando as Esferas do Dragão foram introduzidas ainda em Dragon Ball, ela eram tratadas como o prêmio supremo para aqueles que a reunissem, sendo capaz de realizar qualquer coisa. Porém, não demorou muito até que Akira Toriyama visse o quão perigoso uma afirmação como esta era, e decidiu restringir as coisas.

O Shenlong da Terra, por exemplo, não é capaz de conceder desejos que querem as regras impostas por seu criador, além de não poder realizar desejos que vão além do seu próprio poder.

––

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão diante de um novo desafio: Granolah, o sobrevivente. Este personagem sofreu na mão dos Saiyajins a mando de Freeza no passado, e agora busca vingança.

Você pode acompanhar o anime de Dragon Ball Super na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade