Criadora de Demon Slayer não lucrou muito com o filme

2020 infelizmente não foi um bom ano para o cinema, e Demon Slayer foi um dos poucos filmes que conseguiram, de fato, contornar a situação da pandemia e tem quebrado recorde atrás de recorde. No entanto, ao que parece, Koyoharu Gotoge, a criadora da obra, não lucrou tanto com esse filme.

Até o momento, o primeiro filme de Demon Slayer já arrecadou mais de 287 milhões de dólares somente no Japão, se tornando a segunda maior bilheteria do país, ficando atrás somente de A Viagem de Chihiro. Contudo, segundo o Business Journal, uma parcela relativamente pequena desse valor foi repassado para Gotoge.

De acordo com Hotaka Sugimoto, escritor e especialista do cinema japonês, Gotouge provavelmente não esta recebendo muito por seu trabalho no momento, pois quando firmou os primeiros acordos comerciais envolvendo Demon Slayer – que deram origem ao primeiro filme – a transmissão do anime estava começando, e a sua obra ainda não tinha alcançado a popularidade que vemos hoje.

Dessa forma, o especialista estima que Gotouge deve ter recebido por volta de 4 milhões de ienes (38 mil dólares) pela adaptação da sua obra, sendo 2 milhões de ienes (19 mil dólares) referentes ao filme. Outro fator que pode ter corroborado para isso é o fato de Kimetsu no Yaiba ter sido o primeiro mangá de grande sucesso da autora, o que provavelmente impediu que ela negociasse valores mais altos.

No entanto, além de ter uma participação maior nas vendas dos volumes, Gotouge ainda pode lucrar mais com o filme, principalmente a partir do momento em que ele for lançado em outros países e disponibilizado em DVD/Blu-Ray.

Confira também:

Demon Slayer – Kimetsu no Yaiba, é uma série japonesa de mangás shōnen escrita e ilustrada por Koyoharu Gotōge.

O mangá é serializado desde fevereiro de 2016 na revista semanal Weekly Shonen Jump, sendo compilada, até o momento, em 17 volumes tankōbon pela editora Shueisha.

Uma adaptação da série para um anime de 26 episódios, produzida pelo estúdio ufotable, estreou em abril de 2019 e rapidamente tornou-se o anime mais popular do ano, podendo ser assistido na íntegra no Crunchyroll.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

 

João Víctor Sartor

João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade