Capítulo mais recente de Boruto: Naruto Next Generations provou que a Kara superou a Akatsuki num ponto muito importante

Muitos fãs não gostam da evolução dos personagens de Naruto em Boruto: Naruto Next Generations, mas é bem difícil argumentar sobre como é legal ver a mudança no mundo ninja nessa versão atualizada.

Konoha deixou de ser apenas uma vila e se tornou uma metrópole e a tecnologia invadiu de vez o universo shinobi, com uma dinâmica interessante e que abre novas possibilidades.

Por exemplo, a organização Kara – a Akatuski de seu tempo, com as devidas proporções – tem um foco bem definido em se apropriar das tecnologias para utilizar em seu favor.

Delta, por exemplo, basicamente é uma ciborgue (não a nossa Cris), com todo seu corpo sendo “trocável”, um feito que era apenas desejado pelo Mestre dos Bonecos da Akatsuki, Sasori.

Na série original, Sasori era um inimigo poderoso que trocou muito de seu corpo orgânico com seus fantoches. Ele era capaz de trocar de corpo com um novo boneco em instantes, mas sempre teve que manter um núcleo orgânico que precisava estar vivo.

Essa “falha” nas habilidades de Sasori aparentemente foi completamente corrigida por Delta, que parece ser ainda mais capaz que Sasori nesse sentido.

No capitulo 34 de Boruto, um drone de Delta volta ao esconderijo Kara após Delta se auto destruir. O drone se conecta a uma máquina que possui mais dois corpos de Delta e um deles se levanta, possuindo todas as memórias, como se nada tivesse acontecido.

Se isso indicar que Delta não precisa de nenhuma parte orgânica para trocar de corpos, significa que a organização Kara está um passo a frente da Akatsuki nesse sentido, sendo um bom motivo para não subestimar os novos vilões da série.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.