Categorias: Anime

Autor de Attack on Titan fala sobre a difícil decisão tomada por Levi no mais episódio 54 do anime

O episódio 54 do anime de Attack on Titan, intitulado “Midnight Sun” (Sol da meia-noite), trouxe um dos momentos mais emocionantes e polêmicos da franquia, em que o Capitão Levi precisou tomar uma difícil decisão.

O TEXTO ABAIXO POSSUI SPOILERS DO ANIME DE ATTACK ON TITAN!

Após grandes sacrifícios a Tropa de Exploração finalmente conseguiu derrotar o Titã Colossal, o Titã Blindado e o Titã Bestial, retomando o distrito Shiganshina e fechando os buracos na Muralha Maria. No entanto, para que esse plano desse certo, Erwin, o comandante da Tropa, precisou liderar um ataque suicida junto com os recrutas novatos para distrair o Bestial, enquanto Armin foi praticamente todo queimado para que Eren tivesse tempo de derrotar o Colossal.

No começo do episódio vemos que tanto Armin quanto Erwin estão à beira da morte, e apenas o Soro de Titã pode salvar um deles. Esse Soro está com Levi, que parece decidido a injetar em Erwin, já que além de ser o grande símbolo de inspiração da Tropa de Exploração, ele também é um dos seus poucos amigos. Mas depois de muita argumentação de Eren e Mikasa para salvar Armin, e de um último ato involuntário de Erwin, Levi percebe que o melhor a se fazer é deixar o seu amigo partir em paz, acabando por injetar o Soro em Armin.

Até hoje essa é uma decisão um pouco polêmica dentro do fandom de Attack on Titan, mas ainda na época em que esse momento ocorreu no mangá, Hajime Isayama, autor da obra, explicou em uma entrevista para o GuideBoook de Shingeki no Kyojin, os motivos que levaram Levi a tomar essa decisão.

“Ter Erwin perecendo neste ponto foi planejado. Eu sempre quis retratar Levi e Erwin como tendo um relacionamento de igual para igual. Erwin tem uma motivação inocente buscar a verdade’ e uma necessidade de expiação, já que as suas ações levaram à morte do seu pai. Ele se juntou à Tropa de Exploração por causa desses dois motivos. Então, pouco a pouco, ele acabou na posição de liderar esse grupo, enquanto ele oscilava entre os papéis de ‘uma criança que perseguiu seu sonho’ e ‘um adulto que carregava responsabilidades’. Para afirmar a sua identidade própria, ele inventou a falsa ambição de lutar ‘pelo futuro da humanidade’ e continuar se enganando.”

Isayama ainda comenta que quando todos estavam encurralados e a morte pelo Titã Bestial era certa, esse dois sentimentos de Erwin vieram à tona e ao perceber isso, Levi o fez desistir do seu sonho de criança para assumir a sua responsabilidade como líder.

“Quando eu desenhei essa cena, o que eu considerei foi ‘o momento em que os humanos revelam a sua natureza mais verdadeira é quando eles estão encurralados para a beira da morte. Para Erwin, isso aconteceu quando o Titã Bestial o levou até a beira de Shiganshina, e seu verdadeiro eu se materializou severamente. Durante esse momento, o que ele mostrou para nós foi que estava hesitante entre realizar o seu ‘sonho’ através do porão e a ‘responsabilidade’ de lutar contra o Titã Bestial até a morte. Vendo Erwin neste estado, Levi sentiu como se fosse instigado por Erwin – ‘Espero que iga para abandonar meu sonho e ir para o inferno’. Ele compreendeu o desejo de Erwin naquele momento. Nesse sentido, é exatamente por causa da declaração de Levi que Erwin foi finalmente capaz de abandonar seu sonho e se transformar em um adulto que prioriza a responsabilidade.”

Por fim, sobre a escolha final de Levi em deixar Erwin morrer e dar o Soro para Armin, Isayama fala que essa decisão foi tomada muito com base no que foi falado por Kenny, ao lembrar de que todos os humanos são escravos de um sonho, e Erwin não era diferente disso, então nada mais justo do que deixá-lo morrer em paz.

O anime de Attack on Titan é exibido no Brasil pela Crunchyroll.

Este website utiliza cookies