Anime

Afinal, por que Freeza continua sendo o maior rival de Goku em Dragon Ball Super?

A maioria dos vilões de Dragon Ball conhece apenas dois finais: ou eles são derrotados e não se arrependem de serem vilões, o que resulta em sua completa aniquilação, ou eles são derrotados e se arrependem, se tornando parte dos Guerreiros Z.

Yamcha, Tenshinhan, Piccolo, Vegeta, Androide 16 e 18 e Majin Buu do bem se tornaram parte da trupe, enquanto Raditz, Dr. Gero, Androide 19 e o Majin Buu do mal foram aniquilados e podem ser encontrados vagando no inferno.

Isso acontece porque o ponto da série é a evolução de poder dos guerreiros e a escalada de poder que acontece quando heróis são obrigados a se tornarem cada vez mais poderosos para enfrentar novas ameaças.

O Goku de Dragon Ball Super não precisaria nem sequer se tornar Super Saiyajin para evaporar Cell de Dragon Ball Z, por exemplo.

Um vilão que se imaginou ter um desses finais previsíveis foi Freeza. O vilão que obrigou Goku a se tornar Super Saiyajin pela primeira vez foi despachado no final de sua Saga e não voltou oficialmente até ser ressuscitado em Dragon Ball Super.

E para evitar o problema de ser um inimigo que poderia ser lidado com facilidade, ele teve uma evolução tanto de poder como de personalidade: se antes ele não se esforçava para se aprimorar por se sentir o ser mais poderoso da galáxia, agora ele treinou a sério por alguns meses para não apanhar mais de Goku e companhia.

E com sua forma dourada sendo capaz de bater de frente até mesmo com as formas literalmente divinas dos seus rivais Saiyajins, Freeza se tornou relevante o suficiente para ser vital para a vitória dos Guerreiros Z no Torneio de Poder na saga mais importante até agora de Dragon Ball Super.

O imperado galático via os Saiyajins como uma praga a ser eliminada, mas aprendeu a respeitá-los como rivais e seu objetivo deixou de ser imortal para governar o Universo com mãos de ferro e passou a a ser ganhar forças o suficiente para derrotar Goku.

Ele até mesmo foi o fio condutor da história de Dragon Ball Super: Broly, onde ele tem como objetivo fazer Broly um parceiro para lidar com os Guerreiros Z, algo antes impensável.

Ao largar de mão de seu objetivo clichê de dominação por dominação e se focar inteiramente em derrotar os heróis, Freeza ascende do posto de “vilão do dia” para um verdadeiro rival das forças do bem, o que o coloca em uma posição muito mais interessante em Dragon Ball Super.

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Atualmente, a história continua no mangá, além do filme Dragon Ball Super: Broly lançado no começo do ano e também de um novo filme que está em estágio inicial de produção pela Toei.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas, uma ameaça que pode muito bem acabar com o Universo 7 num piscar de olhos.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade