Afinal, existe alguém poderoso o suficiente para sobreviver a abertura dos Oito Portões Internos em Naruto Shippuden?

A abertura dos Portões Internos é uma técnica proibida, mas conhecida por alguns dos melhores shinobis na arte do taijutsu. Essa técnica consiste em liberar as regulagens de chakra em oito portões internos, cada um aumentando substancialmente a força e velocidade do usuário.

O problema é que essa técnica causa danos extremos no corpo do usuário, já que seus ossos, músculos e orgãos estão sujeitos a forças muito superiores as que um humano pode aguentar.

Aprimorar essa técnica significa endurecer o corpo para aguentar os efeitos colaterais, com exceção do último portão. O Portão da Morte, como o nome diz, leva o usuário a óbito. Não Obito, óbito.

E é por isso que ninguém pode sobreviver a abertura do Oitavo Portão.

Essa abertura dá ao usuário a força dos deuses, enquanto sofre de dores inimagináveis, uma dor tão intensa que os ossos se quebram e os músculos se rasgam em movimentos simples, como se preparar para um soco.

Após todo o chakra desse portão ter sido consumido, o usuário vai morrer. O único que escapou desse fim foi Might Guy, que foi curado por um Naruto que no momento tinha poderes de cura basicamente milagrosos.

E mesmo assim, Guy ficou numa cadeira de rodas o resto da vida, devido as sequelas dessa técnica. E isso porque ele estava sendo cuidado por Sakura e Tsunade, as duas melhores ninjas médicas da série e possivelmente da história.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchuyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Este website utiliza cookies