Act-Age foi cancelado após autor ser preso por importunação sexual

Fãs de Act-Age foram pegos de surpresa nos últimos dias, com a notícia de que seu criador – Tatsuya Matsuki – foi acusado de “agir de forma indecente” direcionado a uma garota menor de idade. Por consequência, hoje (10), a Shonen Jump publicou um comunicado oficial a respeito do caso, decretando que Act-Age será cancelado, e não mais publicado através da distribuidora.

Embora se desculpe pela ocasião, a Shonen Jump reconheceu a veracidade das alegações, e cortou sua relação com o autor de Act Age imediatamente. Em contrapartida, tal decisão também afetou a artista Shiro Usazaki, que sequer esteve envolvido no ocorrido. Felizmente, a companhia garantiu que manterá contato e futuras oportunidades para a artista, uma vez que seu trabalho excepcional fala por si próprio, e ele mesmo, não esteve envolvido nas alegações contra Matsuki.

Logo abaixo você confere o comunicado oficial da Shonen Jump.

Em 8 de agosto, Tatsuya Matsuki, autor da série Act-Age, foi preso. O departamento editorial levou a situação muito a sério, confirmou os fatos e conversou com Shiro Usazaki, artista da série. Como resultado, foi decidido que a série, Act-Age, não será continuada. A serialização terminará com a publicação do Weekly Shonen Jump Edição 36 • 37 lançada na terça-feira, 11 de Agosto.

Em nota, a Shonen Jump expressou solidariedade aos fãs, e entende que ninguém esperava por uma situação como essa.

Pedimos desculpas por qualquer inconveniente causado. Não apenas o departamento editorial, mas Shiro Usazaki está com o coração partido por causa da situação, então vamos apoiá-la e dar o nosso melhor para criar novos trabalhos no futuro.”

Por fim, o caso de Matsuki segue em trâmite. E se tratando da Shonen Jump, a empresa alega que não viu outra alternativa a não ser o cancelamento imediato.

Guru

Guru é o cara que não sabe falar sobre outra coisa além de jogos e consoles. Ansioso pela nova geração, ele sonha ininterruptamente com o retorno de God Hand, Viewtiful Joe, Captain Comando e outros clássicos de porradinha sem freio. Possui um histórico considerável de vazamentos, rumores e teorias sem sentido que geram uma boa discussão.