5 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre Attack on Titan

Attack on Titan se passa em um mondo onde as pessoas vivem cercadas por muralhar gigantes, para impedir que os titãs entrassem. Titãs são criaturas humanoides irracionais gigantes que vagam pelo mundo atrás de comida, mas o problema é que os titãs comem pessoas, o que justifica as muralhas. Durante o anime, acompanhamos a jornada de Eren, que herdou o poder de se transformar em titã e dos amigos dele, Mikasa, Armin e vários outros membros da tropa responsável por proteger a humanidade dos titãs e descobrir mais sobre eles.

Attack on Titan é um dos títulos mais populares dos animes hoje em dia, o mangá foi o quarto mais vendido no Japão em 2016, com cerca de 6 milhões e meio de cópias vendidas. Esse ano, Attack on Titan só ficou atrás de One Piece. E já que o Attack on Titan está fazendo tanto sucesso assim, decidimos fazer uma lista de cinco curiosidades que você provavelmente não sabia sobre Attack on Titan, confira:

As Muralhas

Na história de Attack on Titan, a humanidade é protegida po três barreiras circulares, uma dentro da outra, são elas as muralhas Maria, Rose e Sina. A parte mais rica da população é protegida pelas três muralhas, enquanto os mais pobres e camponeses estavam a salvo por apenas uma delas. Na Anime Expo Los Angeles em 2013, o produtor de Attack on Titan, George Wada, disse que a inspiração para a criação das muralhas vem do fator cultural da população japonesa ser muito fechada.

Antes da Queda

O começo de Attack on Titan é algo sem muita explicação e é muita informação para se processar. Como os titãs surgiram e como era a vida antes da situação atual. Pensando nisso, Hajime Isayama sentiu a necessidade de criar uma história que justificasse a situação do mundo de Attack on Titan, criando um prólogo para ela, o mangá Attack on Titan: Antes da Queda. Nele, podemos ver o surgimento do DMT, o Dispositivo de Manobra Tridimensional, e companhamos a história de Kuklo, que é conhecido como o “filho do titã” por ter nascido dentro de um titã que devorou a mãe grávida de Kuklo.

Titãs inspirados em lutadores de MMA

Sim, é verdade. Isayama costumava esboççar desenhos feios quando criança, o que o fez melhorar na adolescência. Mas para ele, os titãs não bastavam serem feios, faltava intimidação neles, uma sensação de que eles impõem medo onde quer que vão. E como o autor gostava de esportes de luta, ele se inspirou em alguns lutadores para criar um design mais intimidador para os gigantes. Alistair Overeem, lutador de MMA e Brock Lensar, lutador de WWE foram duas referências usadas para os esboços. A referência para o estilo de luta do modo titã de Eren foi inspirado no lutador japonês Yushin Okami.

Watchman também contribuiu

Não foi só em lutadores de MMA que Isayama se inspirou. Para criar o personagem Levi Ackeraman, que é considerado o soldado mais forte e experiente da humanidade, Isayama se inspirou em Rorschach, personagem do filme de Watchman. Isayama começou os esboços de Levi logo depois de assistir Watchman. O autor gostou tanto de Rorschach que inspirou os esboços de Levi a partir dele. O que é bem engraçado, já que na maior parte do tempo, Rorschach não mostra o rosto.

Attack on Avengers

Ok, este item é para termos noção do quão famoso Attack on Titan se tornou, a ponto de fazer um crossover com a Marvel Comics. Na HQ Attack on Avengers, alguns titãs cruzaram o oceano e chegam em Manhattan afim de um banquete. E cabe aos Vingadores e aos Guardiões da Galáxia, derrotar os titãs. Attack on Avengers foi o primeiro crossover da Marvel com um mangá.

O que você achou da nossa lista de 5 curiosidades de Attack on Titan? Comente aqui embaixo!

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade