5 coisas sobre Vegeta que não fazem sentido em Dragon Ball

Apesar de ter se tornado um personagem principal de Dragon Ball somente após o início da fase Z, Vegeta já nos é tão querido que parece que sempre esteve ali nos chamando de vermes.

Conhecido por seu comportamento difícil, o príncipe dos Sayiajins já demonstrou inúmeras vezes que tem melhorado o seu temperamento após ter vindo morar na Terra e constituído uma família com Bulma.

Porém isso não significa que ele tenha ficado mais fácil de se entender, e por isso vamos listar abaixo, 5 coisas que não fazem sentido em Vegeta.

5 coisas que não fazem sentido sobre Vegeta

Saiyajins: relação de amor e ódio.

Apesar de ser o Príncipe dos Saiyajins e até hoje sentir o peso de ter seu planeta natal e seus companheiros dizimados por Freeza, a relação de Vegeta com sua raça é bastante esquisita.

Por exemplo, por mais que ele sempre exalte as habilidades dos Saiyajins e já tenha dado a entender que gostaria de ter seus companheiros de volta, Vegeta já assassinou companheiros considerados fracos e já quis matar Goku, mesmo sabendo que ele era o único membro restante da raça, além dele próprio.

Ele tem um sério problema no braço esquerdo

Apesar de estarmos falando de uma raça diferente dos humanos, o fato é que quando a briga começa os Saiyajins também sangram. Mas no caso de Vegeta as coisas são um pouco diferentes, já que vez ou outra, após levar uma surra, o príncipe dos Saiyajins parece “sentir” sempre o mesmo braço.

Seu cabelo mudou de cor com o passar do tempo

Nas primeiras aparições de Vegeta, lá no início da década de 90, a computação gráfica ainda engatinhava e começava a ser aplicada em produções como Dragon Ball. Conforme a tecnologia foi melhorando, algumas características de alguns personagens foram sendo modificadas. Vegeta por exemplo ganhou alguns centímetros a mais e… uma nova cor de cabelo.

Sim, o príncipe dos Saiyajins originalmente possuía cabelos castanhos. Será que isso tem a ver com a transformação em Super Sayiajin? Provavelmente não, mas eu preferia a coloração original mesmo.

Em teoria, ele já é o Rei dos Saiyajins

Orgulho é o que não falta em Vegeta, e isso fica claro toda vez em que ele faz questão de repetir que é o Príncipe dos Saiyajins.

Mas a verdade é que o pai de Vegeta já faleceu há bastante tempo, o que lhe permitiria assumir então o título de Rei dos Saiyajins. Porém, ao que parece Vegeta apresenta certo receio em “tomar” o título do pai.

Talvez o fato de não existir mais ninguém para governar tenha alguma relação.

Vilão ou herói?

Vegeta começou como vilão, mas depois aceitou lutar ao lado de Goku e dos Guerreiros Z. Porém isso não impediu que ele mais tarde resolvesse mudar de lado novamente e se comportar como vilão durante o arco de Majin Boo.

Sendo assim, é natural que muitos expressem uma certa “desconfiança” acerca da lealdade de Vegata. Será que ele já é plenamente confiável, ou talvez ainda exista uma chance de um dia abandonar seus amigos e família?

Segundo o que tem sido mostrado em Dragon Ball Super, Vegeta já pode sim ser considerado um herói ao lado de Goku, sem medo de errar. Ele já demonstrou se importar não só com a sua família, mas com seus amigos e até mesmo com seu rival.

––

Dragon Ball Super encontra-se em hiato no momento. O anime encerrou em março de 2018 com o fim do Torneio do Poder.

Vale ressaltar, entretanto, que o mangá continua sendo publicado mensalmente com aventuras inéditas.

Nesta nova fase, Goku e Vegeta estão enfrentando um inimigo milenar e poderosíssimo: Moro, o consumidor de planetas. Este novo inimigo tem como objetivo fortalecer-se e então consumir a energia de todo o universo.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, no seu idioma original com legendas em português.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade