Categorias: Reviews

The Last of Us Remastered – Review

Observação importante: Review complementar das diferenças entre a versão de PS3 e PS4. Se você quer as minhas impressões sobre o gameplay e a história do jogo, a minha recomendação é que você leia o review da versão original do jogo, lá eu falo bastante disso.

O que falar de um jogo que você já jogou e você mesmo avaliou aqui há cerca de um ano? The Last of Us é uma obra prima, e obviamente não perdeu absolutamente nada da sua magia e encanto desde o lançamento, em junho do ano passado. Mas será que isso tudo justifica o lançamento de uma versão melhorada apenas um ano e um mês após o lançamento original do game? Descobriremos em breve.

Em The Last of Us Remastered, tudo é mais bonito. A impressão inicial que eu tive, vendo vídeos e imagens, era de que o jogo quase não tinha mudado, mas há uma série de melhorias visuais em relação ao jogo original do PlayStation. Tudo aqui tem cores mais vibrantes, e a movimentação do jogo em 60 frames por segundo realmente fazem a diferença. É como se o jogo agora tivesse visuais à altura de toda a beleza de sua narrativa, o que ajuda a imergir o jogador ainda mais na trama.

Não que os visuais de The Last of Us original sejam ruins, longe disso. O jogo é muito bonito no PlayStation 3 e capaz de extrair uma potência do console de 2006 que eu não imaginava que ele tinha. É incrível o que a Naughty Dog conseguiu fazer, e eles merecem um prêmio apenas por isso, mas dá para ver como um novo hardware ajuda a trazer o melhor de um estúdio de ponta.

Apesar de todo o upgrade visual, como eu já disse, The Last of Us continua sendo o mesmo jogo de 2013. Ou seja, se você jogou, há pouca novidade aqui. O jogo continua sendo lindo, a história de Joel e Ellie é envolvente e vai fazer quem nunca jogou o jogo presenciar uma das melhores narrativas já criadas por uma desenvolvedora de jogos. Quem já conhece a história também tem sensações muito boas revivendo a viagem dos dois pelos Estados Unidos, mas a surpresa da primeira vez é bem maior, obviamente.

No lado negativo, eu gostaria de ressaltar um pequeno problema que eu encontrei em The Last of Us Remastered: o jogo tem alguns bugs que a versão de PlayStation 3 não tinha. Volta e meia eu me encontro tentando dar socos nos inimigos e os hits não encaixam, ou ainda acontecem algumas bizarrices como os personagens se embolarem entre si no meio da confusão, mas nada que chegue a quebrar o gameplay em si. Imagino eu que esses erros devam ser por causa da pressa da Sony em lançar o jogo para o PS4, e que no próximo patch dele esse problema já seja corrigido.

Resumo para os preguiçosos

The Last of Us Remastered é como uma versão “Director’s Cut” de um grande filme que saiu no ano passado. Tudo o que você amava nele está aqui, com algumas melhorias que certamente aumentam o prazer da experiência, mas no fim das contas a essência do jogo continua sendo a mesma. Você certamente vai se impressionar com os gráficos do jogo no PS4, mas devido ao que é apresentado, eu recomendaria que você aproveitasse alguma promoção, caso já tenha o jogo. Caso você nunca tenha jogado The Last of Us e tenha um PS4, esse é o primeiro jogo obrigatório do console. Vá compra-lo.

Nota final

90
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Gráficos realmente impressionantes e fluídos
  • Narrativa soberba
  • Ellie

Contras

  • Bugs inexistentes na versão de PS3 do jogo
  • Sem muitas novidades para os veteranos da franquia

Este website utiliza cookies