Reviews

Far Cry 6: Stranger Things DLC – Review

O que Stranger Things tem a ver com um grupo de guerrilheiros que lutam para tomar o controle ditatorial de uma ilha no meio da América Central? Essa talvez seja a principal pergunta que o DLC de Far Cry 6 baseado em Stranger Things precise responder, e caso você tenha ficado confuso, não se preocupe, pois você não é o único.

O DLC “The Vanishing” é fruto de uma parceria entre a Netflix e a Ubisoft com claras intenções de utilizar o jogo para divulgar a última e derradeira temporada da série, que estreia ainda em 2022. Apesar de improvável, a mistura até que funciona bem.

Minha principal ressalva antes de experimentar a DLC era entender como o jogo misturaria a temática de Far Cry 6 com o Mundo Invertido de Stranger Things, sendo o primeiro aparentemente se passa anos depois dos acontecimentos mostrados na série. No fim, a justificativa até que é bem pautada já que ambos os enredos se conectam pela extinta União Soviética.

Os eventos da DLC iniciam-se logo após a queda da USRR e por motivos que talvez sejam mais interessantes se descobertos pelo próprio amigo leitor, a ilha de Yara também acabou sendo afetada pelos experimentos dos cientistas russos que pretendiam abrir um portal para o Mundo Invertido. É nesse ponto que as coisas começam a ficar esquisitas e Rojas entra no meio da confusão.

Reprodução: Far Cry 6: The Vanishing

Rojas acaba descobrindo que alguns companheiros de causa sumiram misteriosamente e graças a uma misteriosa voz em sua cabeça, acaba descobrindo que todos eles foram aprisionados no Mundo Invertido. Vale a pena mencionar que a “voz” tem dona e que tudo é devidamente explicado mais tarde no decorrer do jogo.

Isso faz com que Rojas sinta necessidade de investigar o que realmente esta acontecendo na ilha e após ouvir alguns boatos, descobre exatamente onde precisar ir para saber mais sobre os desaparecimentos.

Reprodução: Far Cry 6: The Vanishing

Também é preciso dizer que o jogador não terá acesso imediato ao DLC ao começar a campanha. É preciso cumprir alguns requisitos e missões específicas para que a linha de quests da DLC passem a ficar disponíveis. Mas não se preocupe, não é nada de mais e com poucas horas de jogo você já será capaz de experimenta-la.

Chegando ao local marcado no mapa descobre-se mais informações sobre os desaparecimentos e o sequestro de alguém muito, mas muito importante para a campanha principal acaba acontecendo. Este é inclusive um dos pontos altos da missão, uma vez que ao vermos este personagem específico sendo carregado para o Mundo Invertido, toda a trama de resgate acaba tornando-se extremamente pessoal.

Reprodução: Far Cry 6: The Vanishing

A operação de resgate também se demonstra bastante simples salvar os guerrilheiros e seu companheiro de aventuras e dar o fora o mais rápido possível. Assim que a ação começa, você descobre que poderá carregar somente 4 armas e que a munição é bastante limitada. Por isso, saber manejar seus recursos acaba sendo crucial para o sucesso, mesmo que o desafio não seja lá grandes coisas.

O ponto principal desta DLC talvez seja a forma como se misturaram as tramas de Far Cry 6 e Stranger Things. Porém, infelizmente a campanha é curta demais e dá mesmo a sensação de ser apenas uma ação de marketing.

Reprodução: Far Cry 6: The Vanishing

O gameplay é divertido, mas não tão empolgante e o fato de toda missão ser formatada para que o jogador não possa fazer livre uso dos recursos que já coletou e desbloqueou ao longo da campanha dão uma ligeira sensação de “engessamento”. Ainda assim, toda a trama e armas limitadas justificam-se, afinal de contas fogo é um recuso valioso quando se lida com criaturas do Mundo Invertido e se o jogador pudesse passar o tempo todo dispondo do lança-chamas talvez o clima de tensão não se sustentasse.

No fim, a DLC acaba sendo muito mais interessante para quem acompanha Stranger Things ou para os fãs mais assíduos da série. A experiência vale a pena, mas não oferece nada que seja fundamental ou digno de nota para todos os jogadores de Stranger Things.

Reprodução: Far Cry 6: The Vanishing

Obviamente que a Ubisoft merece meus sinceros parabéns por conseguir juntar os dois enredos de maneira tão eficaz. Destaque principal para a ambientação e trilha sonora que realmente fazem você se sentir parte da série por alguns minutos!

Ah, também é preciso dizer que uma certa personagem da série dá as caras nesta DLC. Mas é melhor que você descubra sozinho o que isso quer dizer.

No fim das contas, The Vanishing é uma DLC sem sal, mas que ainda consegue despertar algum interesse em que tem apreço por esse tipo de sabor. Não é um conteúdo que provavelmente vai te fazer sentir vontade de comprar o game base, mas ainda assim é muito bem-vinda como conteúdo extra pós lançamento.

Resumo para os preguiçosos

O DLC de Far Cry 6 baseado em Stranger Things, The Vanishing, é um bom pacote de conteúdo adicional, mas nada mais do que isso. Apesar de trazer o “Mundo Invertido” para dentro da trama de Yara e Rojas, a experiência é um tanto quanto sem sal e provavelmente agradará mais se o jogador tiver mais apreço pela série da Netflix

Nota final

69
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Ambientação e temática condizente com o clima de Stranger Things
  • Trilha sonora incrível

Contras

  • Campanha extramente curta

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade