InícioReviewsElder Scrolls Online: Necrom vale a pena? Análise - Review

Elder Scrolls Online: Necrom vale a pena? Análise – Review

The Elder Scrolls Online, desenvolvido pela Zenimax Online Studios, foi lançado em 2014 e tem recebido uma enxurrada de novos conteúdos na forma de expansão nos últimos anos. Neste ano, recebemos a expansão Necrom, que pode ser considerada uma das melhores novidades de Elder Scrolls Online.

PUBLICIDADE

Necrom é o sétimo capítulo de ESO e traz como principal novidade, um conjunto intrigante de inovações que aumentam a riqueza e a profundidade do universo do jogo. Apesar da jogabilidade continuar praticamente a mesma de sempre, Necrom adiciona algumas melhorias e novidades bem interessantes, que dão uma sensação de novidade até para os jogadores mais antigos.

A maior novidade de Necrom é com certeza a adição de uma nova classe jogável, chamada Arcanista. Apesar de ser apenas uma classe, existem várias foram distintas de se jogar com um Arcanista, e o jogador poderá desempenhar o papel de Tanque, Healer ou DPS. Os Arcanistas também possuem uma jogabilidade diferente das demais classes, baseadas no sistema Crux, que permite aos jogadores gerar “crux” com alguns feitiços e, logo em seguida, utilizar o crux gerado para produzir outros ainda mais poderosos.

Reprodução: Elder Scrolls Online: Necrom
PUBLICIDADE

A classe Arcanista também se destaca pelos seus efeitos visuais. A ênfase na cor verde dá a esta classe uma identidade visual distinta das demais, e os efeitos de feitiços são bem feitos e diferentes, tornando cada movimento do Arcanista em algo empolgante e visualmente satisfatório.

Necrom também introduz dois novos companheiros para o jogador, Azandar e Sharp-As-Night. Cada um desses personagens tem sua própria história de fundo e motivações, o que acrescenta uma camada extra de profundidade à experiência do jogo. No começo a interação com os dois novos personagens não parece ter nada demais, mas suas histórias foram muito bem escritas e logo me peguei fascinado em descobrir o que viria a seguir.

Reprodução: Elder Scrolls Online: Necrom
PUBLICIDADE

Mas não é só as histórias relacionadas as novas companions que vão te manter entretido em Elder Scrolls Online: Necrom. Na verdade, Necrom apresenta uma trama complexa e envolvente, girando em torno do Príncipe Daedra Hermaeus Mora e uma ameaça misteriosa que paira sobre tanto Nirn quanto Oblivion. A história é repleta de reviravoltas inesperadas, garantindo que os jogadores permaneçam envolvidos e interessados do começo ao fim.

A expansão traz também duas novas zonas para explorar: a Península Telvanni e Apocrypha. Cada uma dessas zonas é única e oferece uma experiência de exploração distinta. A Península Telvanni é uma terra de cogumelos gigantes, oferecendo uma paisagem fascinante e surreal. Por outro lado, Apocrypha é um mundo construído a partir de livros e tomos, proporcionando uma experiência de exploração bem diferente.

Reprodução: Elder Scrolls Online: Necrom
PUBLICIDADE

No entanto, Necrom não está sem suas falhas. Algumas missões laterais podem parecer repetitivas, e a história principal demora um pouco para ganhar ritmo. Na verdade, em alguns momentos, parece ter tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, em Elder Scrolls Online:Necrom, que chega a ser um tanto difícil entender o que fazer parte da história principal, e o que é side quest. Apesar disso, à medida que a história se desenvolve, ela se torna cada vez mais envolvente, culminando em um final emocionante.

ANecrom também introduz uma série de novos eventos de mundo. Estes eventos adicionam uma nova camada de desafio ao jogo, mantendo a experiência fresca e diversificada. Uma estratégia já bem batida em jogos online, mas que em ESO parece ter um gostinho diferente. Tem até um novo modo de jogo que promete deixar até os jogadores mais experientes empolgados com novos desafios: a Sanity’s Edge, que põe 12 jogadores para batalhar de forma bem interessante.

PUBLICIDADE

Apesar de ESO estar fazendo esforços sinceros para atrair novos jogadores, adicionando conteúdo inédito e muito bem produzido às suas novas expansões, não dá para negar que Elder Scrolls Online passa uma sensação de jogo inchado e difícil de acompanhar. Além disso, o jogador que entrar no jogo nos próximos dias provavelmente se deparará com uma quantidade absurda de arcanistas correndo pelo mapa, o que demonstra como essa nova classe tem ganho algum favorecimento em relação as demais, o que de certa forma demonstra um certo desbalanceamento no gameplay.

Em suma, Necrom é uma excelente expansão, mas que ainda não é a oportunidade perfeita para novos jogadores se aventurarem em Elder Scrolls Online. Também não resolve o problema de qualquer jogo com muito conteúdo disponível, onde o jogador pode acabar ficando perdido devido à grande quantidade de atividades aparecendo aqui e lá a todo momento. Ainda assim, em termos de história e jogabilidade, Necrom se destaca e torna ESO uma excelente opção para quem procura um bom MMO para dedicar horas de sua vida.

PUBLICIDADE

Resumo para os preguiçosos

The Elder Scrolls Online: Necrom” é a sétima expansão do jogo, trazendo inovações que enriquecem o universo do jogo. A maior novidade é a adição da classe Arcanista, que oferece várias formas de jogar e um sistema de feitiços inovador. A expansão também apresenta dois novos companheiros com histórias de fundo intrigantes, uma trama complexa e envolvente, e duas novas zonas para explorar. No entanto, a expansão tem suas falhas, como missões laterais repetitivas e uma história principal que demora para ganhar ritmo.

Nota final

75
Saiba mais sobre os nossos métodos de avaliação lendo o nosso Guia de Reviews.

Prós

  • Adição da nova classe jogável, Arcanista, com várias formas de jogar e um sistema de feitiços inovador.
  • Introdução de dois novos companheiros com histórias de fundo intrigantes.
    Trama complexa e envolvente.
  • Duas novas zonas para explorar, cada uma oferecendo uma experiência de exploração distinta.
  • Novos eventos de mundo que adicionam uma nova camada de desafio ao jogo.

Contras

  • Algumas missões laterais podem parecer repetitivas.
  • A história principal demora um pouco para ganhar ritmo.
  • Sensação de jogo inchado e difícil de acompanhar para novos jogadores.
  • Grande quantidade de Arcanistas no mapa, indicando um possível desbalanceamento no gameplay.
  • Jogadores podem acabar ficando perdidos devido à grande quantidade de atividades aparecendo a todo momento.
PUBLICIDADE
João Víctor Sartor
João Víctor Sartorhttp://criticalhits.com.br
João Víctor Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.