PUBG Corp está processando as criadoras dos jogos Knives Out e Rules of Survival por plágio

PlayerUnknown’s Battlegrounds foi o maior sucesso de 2017, e é natural que clones do jogo surjam, assim como tantos outros jogos que marcaram seus respectivos anos. Anteriormente, a PUBG Corp havia declarado que iria processar jogos muito parecidos com o seu, e é isso o que eles estão fazendo contra Knives Out e Rules of Survival.

A NetEase, companhia chinesa por trás dos dois jogos, foi processada pela PUBG Corp por violação de Copyright e de marcas registradas.

No processo, a PUBG Corp especificou um monte de elementos em que a companhia copiou o jogo da produtora maior, começando pelas mecânicas gerais de Battle Royale, como o mapa diminuindo constantemente, os jogadores caindo de para-quedas, 100 jogadores, a escolha de equipamentos e assim por diante.

O processo especifica outros itens também, e cita até mesmo o uso de itens de cozinha como armas nas alegações de plágio, além da frase “Winner winner chicken dinner” que aparece se você vencer uma partida num dos dois games.

Para completar, a PUBG Corp ainda afirma que a companhia está tentando confundir os jogadores deliberadamente já que ele é referenciado no Youtube como ‘PUBG Mobile’, sendo que PUBG já possui uma versão para iOS e Android.

A PUBG Corp pediu à justiça a remoção de ambos os jogos da AppStore e do Google Play, e uma decisão ainda não foi tomada.

Será que os desenvolvedores de PlayerUnknown’s Battlegrounds vão atrás de todas as companhias que criaram Battle Royales? Isso seria uma péssima forma de reagir a competição.

PlayerUnknown’s Battlegrounds está disponível para PC (onde já saiu do processo de acesso antecipado e agora teoricamente é um jogo completo sendo atualizado constantemente) e para Xbox One (onde ainda está no programa de acesso antecipado do console, rodando numa versão com algumas diferenças em relação à versão de PC).

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade