Diretor de Final Fantasy XV se posiciona sobre eventual DLC envolvendo vilão do jogo

Final Fantasy XV conseguiu dois feitos impressionantes: entregar um excelente jogo, apesar de um ciclo de desenvolvimento de mais de 10 anos (sabemos que nem todo jogo sai tão bom assim quando se leva tanto tempo para ele sair do forno) e fazer todo mundo voltar a falar sobre a franquia.

Um dos responsáveis por isso é o vilão do jogo, Ardyn Izunia, e recentemente, o diretor do jogo, Hajime Tabata, fez uma enquete sobre qual DLC os fãs gostariam de ver no jogo no futuro. A opção vitoriosa acabou sendo algo focado no passado de Ardyn, algo que deixou Tabata bem interessado, mas para um projeto ainda maior do que um DLC.

Segundo Tabata, a história do personagem é muito mais interessante do que eles conseguiriam colocar apenas num DLC como os lançados até então, com duração de 1 a 2 horas. Em entrevista ao site Eurogamer, Tabata comentou que o personagem tem muita história para ser contada, e que para isso, eles precisariam de um jogo completo, ou de um filme para realmente colocar o jogador a par do passado do vilão.

Apesar dos comentários, Tabata não se comprometeu em lançar nada no momento, e disse que a Square Enix ainda está estudando o que fazer e como atender à vontade dos jogadores.

Final Fantasy XV está disponível para PS4 e Xbox One. O jogo será lançado para PC em 2018 e Smartphones ainda nesse ano numa versão Pocket.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por