Ninguém pode negar que a industria de games abriu as portas pra uma grande quantidade de desenvolvedores nos últimos tempos. Com a popularização dos jogos indies, várias ideias que jamais encontrariam sucesso se submetidas a uma grande publisher, saíram enfim da gaveta pra ver a luz do dia.

Os temas geralmente são os mais variados, mas é bem difícil ver um jogo sobre peitos.

Sim, estamos falando de seios femininos.

Omega Labyrinth Z é na verdade, um rogue-like dungeon crawler que promete um certo nível de desafio a quem se propor a joga-lo. Entretanto, ninguém sabe ao certo como é que esse estilo de jogo acabou se misturando com a referida protuberância anatômica em questão. O trailer não mostra muito, mas já dá pra sacar ao que o game se propõe:

O jogo parece interessante? Sim, parece. Mas se vai ser bom ou não, são outros quinhentos. De qualquer forma, vale a menção só pelo inusitado fato de ter chamado a atenção por meios não convencionais.

Omega Labirinth Z sai no ano que vem para PS4 e PS Vita.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.