CEO da PGL chama profissionais que reclamaram das condições do Major de chorões no Twitter

O PGL Major 2017 de Counter Strike: Global Offensive está uma verdadeira bagunça, como nós listamos a série de cagadas que a organização fez no primeiro dia aqui, mas sabe como piorar mais ainda uma situação ruim? Não admitindo que problemas existem.

Após tantos problemas com a conexão de internet, com os PCs usados para os rounds e todas as pausas, você sabe o que o CEO da PGL, Silviu Stroie disse sobre os jogadores? Que eles são um bando de chorões, e agradeceu aos jogadores Pasha e Taz, da Virtus.Pro, por não terem reclamado dos erros da PGL.

Abaixo, vocês conferem o print do Tweet dele chamando os profissionais de chorões, que foi apagado horas depois.

O tweet pode ser conferido aqui, via cachê do Google. Como é possível ver, os usuários do Twitter não gostaram do comentário dele, e ele bloqueou alguns deles que responderam à atitude passivo-agressiva dele.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade