Blizzard criou um verdadeiro “time de ataque” para combater a toxicidade de Overwatch

A Blizzard segue comprometida em tornar Overwatch num ambiente mais seguro e não tóxico para os jogadores e, segundo o diretor do jogo, Jeff Kaplan, a companhia está tão comprometida com isso que criou até um time de ataque exclusivamente dedicado a essa tarefa.

Nos últimos meses, a companhia tem anunciado diferentes novidades e intenções para combater jogadores tóxicos, seja implementando o sistema de reportar jogadores no PS4 e no Xbox One, seja emitindo bans preventivos em jogadores que abusam do sistema de fala automática do jogo, mas, segundo Jeff, os esforços irão muito além disso.

“Nós não vamos sentar aqui e enfiar a nossa cabeça na areia (fingindo que o problema não é conosco). Vocês têm preocupações, e as suas preocupações são a nossa prioridade número um. Se isso significa que nós vamos ter que nos focar nisso tanto quanto na Moira (nova personagem do jogo), que seja, é o que vamos fazer”.

Segundo ele, o time de ataque contra a toxicidade é composto de designers, equipe de suporte, equipe de análise de dados e um grupo chamado de “risco”, que luta contra cheaters e hacks, e que está trabalhando em soluções de curto, médio e longo prazo para que os jogadores não se sintam abandonados pela companhia.

Uma dessas novidades será um novo sistema de report dos jogadores, onde cada jogador reportado receberá um aviso no cliente sobre o report, para que eles entendam que as ações deles têm consequências tangíveis, que podem ir desde o silenciamento temporário até um banimento permanente.

Outra novidade na qual a Blizzard está trabalhando é uma espécie de IA para combater a toxicidade de maneira automática e mais rápida, algo que seria inédito em jogos competitivos multiplayer.

Que mudanças você gostaria de ver em Overwatch nesse sentido? Deixem seus comentários.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por