A importância da saúde mental para os profissionais dos e-sports

A preocupação com a saúde mental é constante em qualquer modalidade esportiva, mas nos esportes eletrônicos ela é ainda maior. São vários os fatores que tornam os cyberatletas mais propícios ao desenvolvimento de transtornos mentais: ambientes de treinamentos fechados, muito tempo gasto no mesmo lugar, pressão por resultados, falta de reconhecimento, entre outros.

Equilibrar a rotina apertada de treinamentos com o bem estar é realmente difícil. Em maio, uma situação ligou o alerta para estes perigos. Dois dos melhores jogadores de Cs:GO do mundo se afastaram de suas equipes para priorizar os cuidados com a mente: Lukas Rossander, o gla1ve, integrante da melhor equipe do planeta, e Andreas Højsleth, o Xyp9x, que sempre impressiona o mundo com suas jogadas.

O primeiro publicou em suas redes sociais que foi a decisão mais difícil de sua vida, mas extremamente necessária, pois estava com sintomas de estresse e burnout. Ambos têm apenas 24 anos, mostrando como as pressões dos games competitivos afetam cada vez mais cedo a saúde mental dos profissionais.

O ambiente online favorece o surgimento de transtornos mentais. É o que afirma Sofia Vargas, psicóloga e redatora do GuiaDeBemEstar: “Os jogadores profissionais crescem e se estabelecem na internet, com uma enorme exposição ao olhar alheio. As críticas, piadas e até ofensas mais pesadas são naturalizadas nas redes virtuais, mas deixam marcas na mente. Assim, a toxicidade da internet acaba consumindo os gamers, que precisam de um apoio profissional para lidar com esta questão”.

As grandes equipes de variadas modalidades contam com profissionais da psicologia em seu estafe. Porém, muitos jogadores não tem a sorte de estar nesses grandes times. Para eles, o acompanhamento psicológico é uma realidade distante, muito por conta de tabus sociais que envolvem a psicoterapia.

Assim, a situação é ainda mais perigosa para os iniciantes no mundo dos e-sports. É comum casos de jogadores que estão começando e, para se destacar nas competições, treinam até 16 horas por dia – rotina que é extremamente perigosa para qualquer pessoa.

Com a ajuda dos profissionais da psicologia, os pro-players conseguem aliviar as pressões diárias, além de terem uma válvula de escape para os problemas. Uma dos fatores mais importantes é saber adequar os objetivos à própria realidade: muitos começam com o planejamento de conquistar o mundo, o que causa enormes decepções quando o sucesso não vem. Por isso, o ideal é estabelecer metas mais plausíveis, diminuindo a pressão interna por resultados.

A Síndrome do Burnout é uma das grandes preocupações no universo profissional dos games. Esse quadro é marcado por estresse profissional e tensões emocionais. O principal sintoma é o esgotamento mental, que pode levar ao desenvolvimento de ansiedade, depressão, e também causar marcas físicas, como enxaqueca e pressão alta.

Eric Arraché

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Publicado por