Categorias: Cinema e TV

George R.R. Martin dá uma declaração polêmica sobre o final de Game of Thrones

Embora Game of Thrones tenha sido uma das maiores séries da Televisão, a sua última temporada acabou dividindo bastante os fãs, já que muitos não gostaram da forma como a história foi concluída e do destino dado para cada um dos personagens.

Agora, George R.R. Martin, o autor de As Crônicas de Gelo e Fogo, falou em entrevista à revista Fast Company (via Digitalspy) sobre o desfecho da série, afirmando que houve algumas diferenças criativas e que o  final não foi “completamente fiel”.

“Pode ser… traumático. Porque, às vezes, a visão criativa deles [produtores] e a sua não combinam, e você tem as famosas diferenças criativas – isso leva a muitos conflitos”, explica o autor.

Já tendo trabalho como produtor e roteirista bem antes de Game of Thrones, Martin explica que durante a produção as coisas podem acabar ficando complicadas com a interferência do estúdio ou da emissora.

“Você acaba tendo que lidar com coisas totalmente estranhas do estúdio ou da emissora, e eles têm algo especifico que não tem nada a ver com a história, mas está relacionado ao: ‘Bem, esse personagem tem uma ótima popularidade, então vamos dar mais coisas para ele fazer.”

Por fim, Martin aborda especificamente o final de Game of Thrones: “O final da série… não foi completamente fiel. Caso contrario, teria que durar pelo menos mais cinco temporadas”.

Como o próprio Martin já disse no seu blog oficial, enquanto David Benioff e Dan Weiss tiveram 6 episódios para finalizar a história, os seus dois próximos livros não possuem qualquer limitação, e ele pode utilizar o número de páginas que for necessário chegar ao seu desfecho.

Embora a série principal de Game of Thrones já tenha sido finalizada, a HBO encerrou recentemente as gravações do episódio piloto da primeira série spin-off, que se passará mais de 5 mil anos antes dos evento de As Crônicas de Gelo e Fogo, se focando na Era dos Heróis e mostrando desde os horripilantes segredos da história de Westeros até a verdadeira origem dos Caminhantes Brancos.

Este website utiliza cookies