Fã de Game of Thrones reescreve temporada final da série e o resultado é incrivel

Não é nenhum segredo que a última temporada de Game of Thrones deixou um gosto amargo na boca dos fãs que acompanharam por quase uma década a adaptação d’As Crônicas de Gelo e Fogo, série de livros de George R.R. Martin.

A maior parte da frustração dos fãs se deve principalmente ao roteiro do final da ventura, que pareceu ter sido feito as pressas para cobrir o encurtamento das duas últimas temporadas, por razão da saída dos produtores David Benioff e D.B. Weiss.

O escritor Daniel Whidden resolveu fazer mais que criticar ritmo, presentação e eventos da série e escreveu seu próprio final para Game of Thrones em seu canal do YouTube ThinkStory.

O escritor de Toronto, que trabalhou com filme e televisão por 6 anos decidiu se dar algumas regras para tentar criar um final mais satisfatório para todos dentro das mesmas limitações que os roteiristas da série tiveram.

Apesar de não rescrever cena por cena, o que levaria muito tempo, Whidden se deu apenas seis episódios para reescrever a última temporada de GOT.

O final alternativo do escritor foi bem aceito pelos fãs, com seu vídeo rondando os 5 milhões e meio de visualizações no YouTube com mais de 180 mil likes. Vamos destrinchar como aconteceria, de acordo com o escritor:

 

PLANOS DE BATALHA

As mudanças começariam no Episódio 3, retratando a Batalha de Winterfell. Whidden começa pelo óbvio, dizendo que Tyrion ou outro personagem com alguma inteligência não colocaria pessoas vulneráveis na cripta com a chegada de um Rei Místico que ressuscita os mortos. Ao invés disso, os não combatentes ficariam no salão principal de Winterfell e teriam seu momento de ação quando os zumbis tentassem entrar.

Whidden sentiu que seria muito mais impactante se as pessoas de Winterfell fossem forçadas nas criptas pelos avanços dos zumbis, mesmo sabendo que haveriam múmias esperando por eles. Tyrion e Sansa poderiam dividir um momento de coragem para lutar pelas pessoas, igual aconteceu na série.

 

DUELO DE JON

Whidden gostou da ideia de Jon lutar no chão, mas não por ter caído e sim por não resistir a vontade de ajudar seus homens no campo de batalha. No final do escritor, Jon e Rhaegal desceriam dos céus para ajudar na terra.

Jon deveria estar em conflito entre ajudar seus homens e proteger Bran, mas acabaria confiando em Theon. Nessa versão, Jon desceria do dragão e chegaria a tempo de ver o Rei da Noite desferindo o golpe final no Greyjoy.

O duelo épico e aguardado entre o herói e o vilão finalmente teria inicio, resultando em um momento climático onde Jon empala o Rei da Noite com vidro de dragão, apenas pra descobrir que não faria efeito.

 

A MORTE DE DRAGÕES

Sem derrotar o Rei da Noite, os zumbis atacariam como um enxame e matariam Rhaegal, enquanto a batalha entre Jon e o Rei da Noite continua. Bran finalmente faria algo ao tentar controlar Viserion, o dragão que o Rei da Noite matou e ressuscitou.

Bran teria feito o dragão cospir seu fogo azul no vilão, também descobrindo que ele é ainda mais duro na queda do que parecia. O fogo, porém, transformaria a lança do Rei da Noite em vidro de dragão, que seria utilizado para matar o dragão de vez e tirar Bran do controle e o deixando permanente preso em seu estado warg.

 

FUGA

Whidden explicou ainda que o Rei da Noite e o Exército dos Mortos se sairiam vitoriosos, com Jon Snow, Daenerys e o restante dos sobreviventes forçados a bater em retirada até Porto Real, onde Cersei os aguardava com a pior das intenções.

Cersei acabaria deixando os refugiados entrarem em Porto Real, convencida pelas informações de Qyburn sobre o Exército dos Mortos e um pedido diplomático de Jaime.

O preço, porém, seria exigir que Dany se ajoelhasse na frente de todos os seus súditos, o que a Rainha dos Dragões faria ao colocar a vida de seu povo na frente de seu orgulho, igual Jon já havia feito.

 

DE VOLTA A BATALHA

Eventualmente os vilões chegariam a Porto Real, não dando a menor chance para a humanidade. O final de Whidden apresentaria uma batalha épica entre as forças restantes dos vivos contra um exército cada vez maior de mortos-vivos. O Castelo Vermelho cairia para os avanços dos zumbis, mas Bran acordaria de seu transe para recuperar a esperança de todos.

 

A DESCOBERTA DE BRAN

Um dos elementos da história dAs Crônicas de Fogo e Gelo que não apareceu muito na série Game of Thrones é o Olho de Deus. Nos livros de Martin, existe um lago em Westeros com uma ilha magica em seu centro chamado Olho de Deus. Nesse lugar, a magia dos Filhos da Floresta é mais poderosa e seria ali que Whidden colocaria a árvore onde o Rei da Noite foi criado.

Bran diria a todos, após finalmente acordar de seu transe, que o único jeito de matar o Rei da Noite seria queimando essa árvore. O melhor jeito seria Daenerys voar com Drogon até lá para destruir essa árvore. Mas como bran foi marcado pelo toque do Rei da Noite, o plano seria descoberto e o vilão rapidamente agiria para se proteger.

Destruir essa árvore resultaria também no final de toda a magia de Westeros, o que significaria que Jon voltaria a morrer. Dany estaria grávida de Jon, o que significa que a Targaryen teria que matar o pai de seu filho para salvar a humanidade.

 

A BATALHA FINAL

Whidden projeta uma batalha final entre Daenerys e o Rei da Noite no Olho de Deus, com o final climático onde Drogon lança uma tormenta de fogo na árvore, no Rei da Noite e na própria Daenerys enquanto a Targaryen empalaria uma espada de aço valiriano no vilão.

Tudo queimaria, o Rei da Noite derreteria e, pela última vez, Dany sobreviveria ao fogo.

Todos os zumbis e caminhantes brancos cairiam e Dany retornaria a Porto Real.

 

OS VIVOS

O canadense não deu muitos detalhes sobre o final de todos os personagens. Em sua versão, Euron Greyjoh morreria nas mãos dos zumbis, o Cleganebow aconteceria. Aria tentaria matar Cersei com o rosto de Jaime, mas seria impedida por uma Ellaria Sand trazida dos mortos, mas a Stark sobreviveria.

O Jaime real se aproximaria da Rainha, que demandaria a cabeça de todos aqueles que foram leais a Daenerys. Jaime escutaria no mesmo tom de voz do Rei Louco e, ao descobrir a farsa da gravidez, Jaime se provaria o Matador de Reis e Rainhas. Regicida até o final.

Chegando em Porto Real, Daenerys lamentaria a perda de Jon, que havia sido levado junto com os zumbis. A nova Rainha tomaria o Trono do Ferro para assumir seu legítimo lugar.

 

EPILOGO

Por fim o epílogo de Whidden, situado 5 anos após as batalhas, mostraria Sansa como a nova Senhora de Winterfell, que estaria novamente reconstruída. Entraríamos nas criptas Stark, onde o corpo de Jon estaria ao lado do corpo de Eddard Stark. O lobo de Jon, Ghost, estaria acompanhando Danerys e o filho do casal. Ela colocaria a mão no túmulo e diria “venha, Jon”, informando a audiência que pai e filho dividiram o mesmo nome.

O final de Whidden é apenas um de muitas ideias feitas pro fãs e escritores internet a fora. Infinitos vídeos, dissertações, discussões em fóruns e comentários de redes sociais debateram o final de uma das séries mais cultuadas de nosso tempo.

Fãs estão aqui para isso. Sempre.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade