InícioCinema e TV4 coisas que não fazem sentido sobre o Adamantium em X-Men

4 coisas que não fazem sentido sobre o Adamantium em X-Men

Como várias outras coisas no mundo dos quadrinhos, é difícil manter todas as informações sobre detalhes quando o assunto é Adamantium. Esse é o metal super resistente e basicamente indestrutível que foi fixado nos ossos do queridíssimo Wolverine, mas que possui uma longuíssima história no universo Marvel.

Existem diferentes tipos de Adamantium, em diferentes universos, dentro e fora das HQs. Dessa forma, a confusão sobre esse elemento é bem normal.

4 – Afinal, o que é o verdadeiro Adamantium?

A história do Adamantium nas HQs é que, durante a Segunda Guerra Mundial, um cientista criou o material por acidente. Em uma experiência envolvendo Vibranium, aço e um catalisador desconhecido.

O problema é que ele dormiu no processo, que resultou na criação do Proto-Adamantium (material do Escudo do Capitão América), mas que jamais foi repetido.

Todas as demais versões do Adamantium são diferentes e possuem diferentes composições e origens.

3- Como Adamantium envenena o Wolverine?

Toda a história que conta o futuro dos personagens do X-Men tem o fato de que a idade finalmente está chegando para Wolverine. E um dos efeitos colaterais é a redução de sua super regeneração, o que é acelerado devido ao fato do Adamantium ser tóxico.

Dessa forma, Logan esta o tempo todo utilizando sua regeneração para evitar o envenenamento.

O problema é que é não faz sentido nenhum o Adamantium ser tóxico. A durabilidade desse elemento vem do fato dele ser inacreditavelmente estável à nível atômico. Tão estável que é praticamente impossível quebrá-lo.

Ou seja, ele não deveria sequer reagir com o corpo de Wolverine para ser tóxico. Quanto mais ser tóxico o suficiente para envenenar um dos sistemas imunológicos mais poderosos da ficção.

2 – Por que ele pode ser moldado apenas uma vez?

Um dos pontos mais importantes da produção e uso do Adamantium é que ele é criado em uma temperatura específica (1500ºF ou  ~815ºC) e, depois de que ele resfria — em segundos — ele é inalterável.

O problema é que isso não combina com a física. Se é possível ter o elemento em forma líquida com a temperatura correta, seria possível reaquecer o metal nessa mesma temperatura e deixá-lo na forma líquida novamente.

1 – Como funciona o Adamantium de Wolverine

O sistema regenerativo de Logan adaptou o metal e criou o Adamantium-beta, uma variante exclusiva de Logan, que permite que ele regenere ossos quebrados e ganhasse força e agilidade sobre-humana.

O problema é que isso não… faz sentido. Nenhum.

Os componentes do sangue como glóbulos vermelhos e brancos são feitos na medula óssea, um componente que fica dentro dos ossos. Se você simplesmente tampar o osso com um metal, seu corpo simplesmente não consegue produzir esses que são alguns dos principais componentes no sistema imunológico e de transporte de oxigênio do corpo.

Ou seja, se os ossos de Wolverine fossem simplesmente graftados com Adamantium, até ele morreria pouquíssimo tempo depois.

E, com o corpo pesando pelo menos 100kg a mais devido ao metal, Wolverine deveria ser mais lento e mais fraco do que uma pessoa comum — não mais forte!

Tico
Ticohttp://criticalhits.com.br
Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.