Retrospectiva Playstation – Parte 1 – O Playstation Original

Nessa semana, teremos a conferência da Sony que provavelmente anunciará o novo Playstation, seja ele o “4”, Orbis, New ou o que for. Vamos chamá-lo simplesmente de PS4 para facilitar. Para celebrar a chegada da nova geração, nada como fazer uma retrospectiva e lembrar a história dos Playstation anteriores.

Lançado em 3 de dezembro de 1994, o Playstation, também conhecido como PSX (codinome dado a ele durante o seu desenvolvimento) ou PS1, foi um console 32bits de quinta geração. Ele recebeu uma atualização em julho de 2000 (após o lançamento do PS2) chamada de PlayStation One. Basicamente essa era uma versão “slim” do console, mantendo suas capacidades gráficas em um novo design. Foram mais de onze anos no mercado até o encerramento de suas vendas no natal de 2004, com mais de 102 milhões de unidades vendidas.

Podemos mencionar também a famosa história que o PlayStation era para ser um console da Nintendo em parceria com a Sony. De fato, era uma parceria, mas para a Sony desenvolver um periférico para o SNES que seria um leitor de CDs. Mas devido a desacordos, a Nintendo desistiu da parceria, e a Sony decidiu dar o troco. O resultado? O primeiro console a atingir a marca de 100 milhões de unidades vendidas (não vou considerar portáteis aqui, até porque, os únicos que ultrapassaram essa marca foram o Game Boy e os DS, os quais possuem mais de uma versão), e provavelmente uma dor de cabeça das grandes aos executivos da Nintendo.

Podemos destacar também o joystick do PS1. Com os “chifres” para segurar melhor e mais botões na parte superior, esse controle fez muito sucesso. Com a adição de dois analógicos e um sistema de vibração, conseguiram melhorar a jogabilidade e também adicionar um algo a mais à experiência de jogo. Vai dizer que não era legal que o controle tremesse junto com o carro na tela?

Mas vamos ao que interessa. Os games que fizeram história e que nos trazem boas lembranças:

Crash Bandicoot

Um dos maiores clássicos para o console, o jogo da raposa fez muito sucesso nos anos 90. Quem jogou sabe o quanto o game era divertido. Os belos gráficos poligonais da época, e a possibilidade de passear pelos cenários 3D cativou muitos fãs (tanto que o console vendeu muito bem). Sair quebrando as caixas com os giros da raposa, a máscara que deixava você invencível ao coletá-la três vezes sem apanhar. Tinha ótima jogabilidade e um visual agradável, além da diversão. Uma ótima pedida, ainda nos dias de hoje.

Gran Turismo

O jogo mais vendido para o PS1. A primeira versão fez muito sucesso, com a necessidade de tirar carteira para poder disputar corridas, carros reais, carros de corrida, um ótimo simulador, não tão fácil, e nem muito difícil. A seqüência foi muito melhor. Mais testes para tirar novas carteiras de motorista, novos carros, novas marcas, mais corridas, e além disso, velhos conhecidos, como o “Castrol Toyota Supra” e o querido “Suzuki Escudo”, sim, aquele vermelho com o aerofólio maior que o carro.

Final Fantasy

A série já fazia sucesso no NES e SNES. Mas com a chegada dos gráficos 3D do console da Sony, a série atingiu um novo patamar. Considerado por muitos o melhor já feito, Final Fantasy VII foi o primeiro a possuir gráficos em 3D. Eram 3 CDs que poderiam render facilmente mais de 40 horas de jogo.

Resident Evil

O que dizer desse clássico game de horror? Foram três jogos que marcaram a vida de muita gente que possuía o console (fora os Gun Survivor, e outras histórias paralelas). Foi um dos primeiros games a fazer com que você sentisse a tensão que o personagem passava. Desespero, medo, cautela. É difícil destacar todas as emoções que o jogo proporcionava. Com câmeras fixas no cenário, você caminhava pelo mapa e algumas vezes era pego de surpresa por monstros que estavam em outro corredor, que quebravam a janela. Foi um dos primeiros jogos de apocalipse zumbi, o que se tornou uma moda atualmente. Era você, sua arma, munição (se você soubesse racionar corretamente) e a esperança de chegar no final do caminho vivo. Além, claro, de toda uma trama envolvendo a Umbrella e seus planos de dominar o mundo (transformando todo mundo em zumbi). E tudo isso, se você conseguisse habilitar o modo, jogando com um Tofu!!

Winning Eleven

O PlayStation conseguiu alterar completamente o modo como jogávamos games de esportes. Talvez o que obteve maior sucesso foi Winning Eleven. Com jogabilidade simples e bem resolvida, conquistou muitos fãs ao longo dos anos, desbancando a série Fifa por muito tempo. O modo “master” é copiado até hoje por vários títulos de esportes. Perdi horas e horas jogando incansavelmente Winning Eleven. Quem nunca achou que Shevchenko era o melhor jogador do mundo que atire a primeira pedra! (E eu ainda chamo a série de Winning Eleven. Não consigo me acostumas com PES)

Tony Hawk’s Pro Skater

O jogo se tornou um clássico logo que chegou ao console. Com uma ótima jogabilidade, bons gráficos e diversas missões a cumprir em cada fase proporcionou uma das melhores experiências em um jogo para Playstation. A realidade era menos importante. O que importava era pular cada vez mais alto e fazer cada vez mais manobras e mais pontos. E o que falar da trilha sonora? THPS 1 e 2 têm talvez uma das melhores trilhas sonoras de todos os tempos de um jogo de videogame. E o sistema de manobras era intuitivo e muito bem resolvido. Ou seja, diversão garantida!*

 —

Existem muito mais títulos que fizeram muito sucesso no console, Twisted Metal, Metal Gear Solid, Need for Speed, Medal of Honor, Driver, Tekken, Silent Hill… a lista é extensa, não irei me aprofundar (por enquanto). Essa é uma pequena retrospectiva com alguns jogos que marcaram a minha experiência com o PlayStation original. E vocês? Qual ou quais foram os games que marcaram para PS1? Deixem seus comentários!

* Editado em 20/02/2013 às 13:31

Ryan da Costa

Ex-redator

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade