Os 5 chefes mais assustadores dos jogos

Duas coisas que as pessoas gostam de ler nesse site, meus queridos leitores e gamers ligados no Critical Hits, é Pokémon, e terror, então vamos falar de terror hoje, especificamente de chefes de jogos de terror.

O caso é o seguinte, você passa uma tela ou um jogo inteiro correndo de lá pra cá, segurando toda a flatulência e mordendo a língua ao atravessar cada esquina, para chegar ao fim e se deparar com aquele chefe horripilante, gosmento, com dentes do tamanho de uma vassoura e então rechear suas calças e falar “me caguei”. Pois é, hoje estamos aqui para falar desses caras.

Separamos com muito carinho 5 dos chefes mais assustadores dos jogos. Se você já correu pro banho ao ver algum deles, não esqueça de curtir o artigo.

Boa leitura!

 5. The Tormentor – Dead Space 2

Bom, o jogo em si já é digno de ser jogado sentado em um pinico, agora, você enfrentar toneladas de Necromorphs, para ainda ter que enfrentar essa criatura horrenda e gosmenta é uma baita sacanagem.

A criatura é um Necromorpho bombado que assim como todo o resto do jogo, está afim de não apenas te matar, mas sim te desmembrar e causar uma morte dolorosa e cruel. Ah, e os gritos dessa criatura… você vai sonhar com ela!

Mas enfim, o que o torna tão assustador? Bom, o jogo em si é assustador do começo ao fim, e isto é receita para todos os jogos da série, e sim, todos os jogos possuem um chefe pior que o outro, mas a batalha épica entre você e essa criatura sem dúvida torna o Tormentor um inimigo assustador e especial.

4. Pyramid Head – Silent Hill

Então vamos falar de uma das criaturas que, além de uma das mais horripilantes, é uma das mais criativas também, em minha humilde opinião. Se Jason e Freddy Krueger são tipos representantes do terror cinematográfico, podemos considerar Pyramid Head o arquétipo deste tipo para os games.

Vê-lo pela primeira vez em um armário estuprando uma boneca é tão assustador quanto ter que descobrir que sim, infelizmente você terá que enfrentá-lo, e que o desgraçado é praticamente invencível.

Mas enfim, o que o torna tão assustador? Honestamente? Eu não sei direito, mas é fato que o ser humano teme aquilo que desconhece, e então me responda, o que diabos é o Pyramid Head? Ah sim, e o cenário metalizado, em chamas, as buzinas industriais e toda a fumaça ajuda na tensão na hora de enfrentar um inimigo que usa uma pirâmide de aço na cabeça…

3. Nemesis – Resident Evil 3


Stars…

Pense no Nemesis falando a palavra acima. Veio algo ruim no seu coração, não? Esse é o medo que essa criatura causa em todos que são fãs desse título desta um dia aclamada série.

A arquitetura do jogo em si é algo tenso em si, afinal, a cada esquina dezenas de zumbis sedentos por carne estão a sua espera, sua munição é limitada e o cenário apavorante. Misture tudo isso, e coloque na cabeça que um inimigo mortal, feio, dentuço e que carrega tentáculos e uma bazooca este lhe espreitando e pode pular na sua cara a qualquer segundo, é receita para jogar o gameplay inteiro cerrando os dentes de nervoso.

Mas afinal, o que o torna tão assustador? Simples, ele é o Nemesis, ele é grande, ele é um clássico dos jogos, ele é feio pra caramba, ele tem tentáculos, ele é invencível, ele está programado para caçar agentes da S.T.A.R.S. e você é Jill Valentine, uma agente da S.T.A.R.S…

2. The Shadow – Amnesia: The Dark Descent

O que pode assustar mais do que um inimigo que você não pode ver? Injusto não? Aliás, muita coisa é injusta nesse jogo, afinal você percorre ele inteiro desarmado e criaturas horríveis lhe perseguem por aí, e algumas delas você nem ao menos pode ver, como é o caso do The Shadow.

Pra melhorar ainda mais a situação toda, você é um cagão de primeira linha que ao ver um monstro fica tonto, sua visão fica turva e você pode até desmaiar. Praticamente uma dona Clotilde, né?

Mas afinal, o que o torna ele tão assustador? Para o The Shadow eu uso o mesmo exemplo do Pyramid Head: tememos (e muito) o que desconhecemos. E o que o leva ao segundo lugar? Diferente de todos os outros exemplos, você não pode enfrenta-lo com arma alguma, sua única opção é correr e se esconder antes que se cague todo. Ah, e nunca olhe pra trás!

1. Chris Walker – Outlast

Enfim, em nosso primeiro lugar temos um personagem que não é clássico, e é também recém chegado ao mundo dos games. Ele é Chris Walker do jogo Outlast, um Variant (nome dado aos loucos varridos) muito, mas muito grande, muito forte (ele arranca sua cabeça com as mãos) e que tem como objetivo principal encontra-lo e mata-lo.

Junte todos os elementos de Amnesia, transporte-os para um sanatório horripilante, deixa a coisa toda mais moderna e adicione um toque de Bruxa de Blair com uma câmera infravermelha. É um cenário da morte, não? Agora, ter tudo isso e mais um louco enorme atrás de você, é de arrebentar, e que a cada encontro não passa de um jogo de gato e rato, pois simplesmente não há o que fazer além de correr e se esconder.

Enfim, o que o torna tão assustador? Praticamente todos os fatos de The Shadow, porém eu prefiro enfrentar um fantasma que eu não vejo, do que esse louco de dois metros e meio que quer te matar de qualquer maneira. Ao virar uma esquina e escutar ao longe “Where are you, little pig” é de dar calafrios, e quando ele te encontrar, tudo que resta a fazer é você dar meia volta, apertar o furico, correr e depois trocar a cueca.

__

E assim encerramos o artigo de hoje. Gostaram? Então deixe seu comentário aí abaixo, e também sua opinião sobre outros chefes assustadores de jogos.

Até a próxima.

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade