3 jogos que introduziram mecânicas de jogo fundamentais

A indústria dos jogos é uma indústria dificil. Pra ilustrar, é só ver o número de estúdios grandes e de tradição que fecharam recentemente. Pra se manter no jogo, os desenvolvedores buscam sempre inovar nos jogos, seja por introduzir 3 personagens principais, como em GTA V, ou então por contar uma história de forma interativa, como em Gone Home ou Walking Dead. Porém, existem algumas mecânicas dos jogos que existem há anos e já estão arraigadas nos jogos. Hoje veremos algumas dessas mecânicas e onde elas apareceram pela primeira vez. Vocês vão até se surpreender o quão velhas algumas são. Vamos lá.

1. Experiência

Isso mesmo, uma das coisas mais básicas dos jogos é a experiência. Aquela mecânica onde, com o passar do tempo e dos inimigos derrotados ou objetivos conquistados, seu personagem vai ficando mais forte, mais completo ou vai subindo de nível. E essa ideia foi vista pela primeira vez no jogo Temple of Apshai, lá no famigerado TRS-80. Temos nesse jogo o primeiro registro da alegria de finalmente atingir um número de pontos e ficar mais forte, um sistema que está hoje em praticamente todos os jogos.

2. Coletar Coisas

Numa época onde a maioria dos jogos eram shooters espaciais, Pac-Man veio e mudou tudo. O seu objetivo era coletar todos os pontinhos amarelos, fugindo dos monstros. Pois então, lembram das frutinhas que ficavam pelo mapa? Era necessário pegar elas pra passar de fase? Não. Você conseguia jogar normalmente sem se preocupar com elas? Sim. Elas eram necessárias pra aumentar sua pontuação e fazer você ser o rei do fliperama? Com certeza. E aí amigos, misturamos o prazer de jogar jogos com a necessidade natural dos seres humanos de competir e serem melhores que os outros e se criou uma mecânica que marca presença tanto nos jogos indies como nos maiores jogos dos maiores estúdios. Quem lembra das penas voando pelo Assassins’s Creed? Ou tesouros espalhados pelo mapa da trilogia Uncharted? É difícil achar um jogo que você consiga fazer 100% sem precisar passar horas perambulando pelo mapa em busca de coisas escondidas. E tudo isso graças ao jogo que resolveu jogar umas frutinhas no meio das bolinhas.

3. Pular

Donkey Kong inventou uma mecânica que pode muito bem ter aberto o caminho para muitos jogos clássicos como Mario e Sonic. Por mais estranho que possa parecer, pular é uma das coisas mais necessárias nos jogos, principalmente numa época onde os jogos eram 2D, e qualquer mínimo obstáculo no caminho te obrigava e apertão o botãozinho para prosseguir. E mesmo agora, numa indústria onde o 3D predomina e podemos simplesmente passar pelo lado dos objetos, a opção continua lá, e os designers dos mapas continuam colocando obstáculos onde precisamos pular. Até mesmo nos jogos de tiro em primeira pessoa, onde o seu objetivo é atirar, eventualmente você tem que saltar por cima de alguma coisa.

Bom, por hoje é só galera. Vocês conhecem outros jogos que criaram mecânicas ou sistemas que estão presente nos jogos até hoje? Comentem aí!

Leonardo Koakowski

Sonysta, Sommelier de Destiny e Cyber Atleta de final de semana de Rocket League

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade