Novo mangá de One Piece revela um método de execução extremamente cruel

Embora diversos personagens de One Piece já tenham sido ameaçados de morte e muitos deles possuam valiosas recompensas por suas cabeças, a franquia de Eiichiro Oda não é conhecido por ter muitas execuções. No entanto, quando elas acontecem, são extremamente dolorosas.

No capítulo 936 do mangá de One Piece, vimos que Luffy ainda continua preso em Udon, mas após desrespeitar o vice-diretor da prisão, o líder dos Piratas do Chapéu de Palha acabou tendo a sua execução declarada por Queen.

Mas foi apenas neste capítulo que finalmente vimos qual seria o método de execução e sem dúvida deve ter dado calafrios em muita gente.

Intitulado “O Grande Torneio de Sumô do Inferno”, a máquina basicamente coloca prisioneiros para brigar e quem sair do circulo de sumô tem sua cabeça cortada.

Queen explica que, “Esse colar que acabamos de colocar em vocês… Imaginem que este pilar de pedra são vocês!! Na hora que o colar sai do ringue de sumô…”

Obviamente, Luffy não fica muito feliz com isso, principalmente ao notar que o colar é o mesmo usado pelos Dragões Celestiais. Entretanto, Queen oferece uma chance de Luffy sobreviver, se ele conseguir derrotar toda a tripulação de Piratas das Feras sem ser derrubado.

Sabemos que essa não é uma missão muito fácil, mas temos confiança que Luffy não perderá a cabeça.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes, animes e sempre atrasado com as séries.