Anime

Naruto – Por que o Minato afirma que é péssimo em Senjutsu mesmo sabendo usar o modo sábio perfeito?

Minato é um dos maiores ninjas de todos os tempos na história de Naruto, mas ele fez uma afirmação um tanto quanto controversa quando disse que era péssimo em Senjutsu, mesmo sabendo usar o modo sábio perfeito. Mas afinal, por que ele disse isso?

Naruto – Por que o Minato afirma que é péssimo em Senjutsu mesmo sabendo usar o modo sábio perfeito?

Minato é um cara que luta usando velocidade e precisão na história de Naruto, e o Modo Sábio se concentra em força, poder e potência. Mesmo que ele seja “perfeito” na arte de reunir energia natural, ele não é bom em usá-la com grande maestria, porque seus benefícios não combinam com seus pontos fortes naturais do jeito que combinam com os de Naruto e Jiraiya.

Por mais que ele domine a técnica, ele não consegue usar ela de um jeito tão bom quanto Naruto consegue. Então ao invés de focar nisso, ele focou em técnicas supremas que maximizam a sua velocidade, que é o grande ponto forte do Minato em Naruto.

Confira também:

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017 e contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e então resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime tem 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), e finaliza a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi. Além disso, o anime prepara o terreno para a continuação direta da história. No post de hoje, vimos um cosplay incrível da Temari de Naruto.

No post de hoje, vimos por que o Minato não gosta de usar o modo sábio em Naruto.

Você pode acompanhar Naruto na íntegra no Crunchyroll. Além dele, o serviço conta com com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta. Já o mangá de Naruto é publicado no Brasil pela Panini.

Publicado por
Tags: Naruto

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade