Anime

Conheça Batuque, um mangá japonês sobre capoeira

Por mais que atualmente tenhamos uma enorme variedade de excelentes mangás, muitos deles são verdadeiras obras-primas que ainda não receberam o reconhecimento que merecem, e esse sem dúvida é o caso do mangá Batuque.

No post de hoje, contaremos um pouco mais sobre este mangá japonês sobre uma das maiores formas de expressão da cultura afro-brasileira.

Batuque Mangá

Escrito por Toshio Sako, Batuque é um mangá japonês publicado desde 2018 que tem como tema central a capoeira, umas das mais importantes artes marciais e expressões culturais do Brasil, que foi desenvolvida pelos escravos africanos durante o período colonial e desde 2014 é considerada como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

A história do mangá acompanha a jornada de Ichiri Sanjou. Ela é uma jovem garota que descobre a capoeira depois de ser salva por um misterioso homem de um assalto. Se interessando por essa arte marcial que mistura dança, música e movimentos acrobáticos, Ichiri começa a praticar capoeira com outras pessoas em um parque local e é treinada justamente por esse homem que a salvou.

Mas além da história de Ichiri, o mangá também se foca em contar a origem da capoeira. A história aborda desde a chegada dos escravos ao Brasil até o surgimento da arte marcial como forma de expressar a sua cultura e também como ferramente para se defender.

Além disso, o mangá conta co mum traço extremamente detalhado. Para completar, ele também faz uso da nomenclatura real dos golpes de capoeira, como o famoso Rabo de Arraia.

Todo esse cuidado se deve principalmente ao fato de Toshio Sako ter vindo para o Brasil aprender mais sobre a capoeira. Até hoje o autor pratica a arte marcial, compartilhando frequentemente vídeos e imagens no seu Instagram.

O mangá de Batuque ainda esteja sendo publicado na Weekly Young Jump. No início deste ano Sako anunciou que após a finalização de todos os capítulos do 8º volume, a obra continuaria sendo publicada apenas online. Dessa forma, ele ele conseguiria ter uma liberdade maior para avançar a história.

Até o momento, o mangá infelizmente ainda não foi publicado no Brasil, entretanto, mas seria bem legal se isso acontecesse, não é?

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade