InícioAnimeConheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em...

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto

Descubra as raízes da mitologia budista que inspiraram os Seis Caminhos de Pain em Naruto. Essa técnica poderosa tem profundas conexões com os ensinamentos e símbolos do budismo, adicionando uma camada fascinante à história e filosofia do anime.

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto

Os Seis Caminhos de Pain, uma técnica poderosa do Rinnegan, tem sido reconhecida como um dos jutsus mais fortes de toda a série Naruto.

Cada caminho individualmente possui uma força imensurável, capaz de enfrentar multidões de shinobi, sendo o Caminho Deva responsável por destruir por completo a Vila Oculta da Folha.

Diante da importância atribuída a essa técnica, não é surpreendente que os Seis Caminhos da Dor estejam profundamente enraizados na mitologia budista, refletindo o conceito central da reencarnação presente na religião.

Segundo a cosmologia budista, os Seis Caminhos representam seis diferentes mundos nos quais os seres renascem após a morte, sendo a reencarnação determinada pelo karma acumulado na vida anterior.

Esse conceito de reencarnação e karma se alinha perfeitamente com o Rinnegan, já que muitas de suas habilidades estão baseadas no ciclo de samsara da vida, onde a dor e o sofrimento desempenham um papel central na visão de Nagato sobre o mundo.

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto

Caminho Deva

Artista imaginou Pain de Naruto Shippuden como um lutador de UFC
Pain – Reprodução: Naruto

Na mitologia budista, os três primeiros caminhos são conhecidos como destinos benevolentes, pois seres cujo karma esteve do lado virtuoso renascem nesses reinos abundantes.

O caminho Deva representa deuses ou seres celestiais e é um dos destinos benevolentes concedidos àqueles que foram os mais justos em suas vidas anteriores. Aqueles que renascem nesse reino são comparáveis às divindades e alcançaram a forma mais elevada de consciência.

Essa significância é precisamente refletida na série, já que o Caminho Deva é inquestionavelmente o mais poderoso dos Seis Caminhos de Pain, possuindo poderes comparáveis aos de um deus.

O Caminho Deva incorpora em sua essência o poder de atração e repulsão, com a maioria de suas habilidades refletindo esse conceito.

Alguns desses poderes divinos incluem a Devastação Planetária e o Empurrão Todo-Poderoso, ambos manifestações da inspiração divina que permeia o Caminho Deva.

Caminho Asura

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto Shippuden

Asura é outro dos destinos benevolentes dos Seis Caminhos, embora esse caminho não esteja isento de dor. O reino Asura abriga semideuses guerreiros, e aqueles que foram atormentados por ciúmes, desprezo e violência em suas vidas anteriores são reencarnados aqui.

Esses semideuses compartilham algumas características com seus equivalentes Deva, pois possuem habilidades divinas chamadas Astra. Na série, o Caminho Asura é caracterizado por sua tecnologia avançada e uso de armamento moderno.

Essas habilidades refletem os Astra que os semideuses possuem, pois tal tecnologia é desconhecida no mundo de Naruto, sendo mísseis e foguetes considerados poderes pertencentes a um plano superior.

A aparência física do Caminho Asura é uma representação precisa do Asura budista, retratando esses semideuses com seis braços e três rostos.

Caminho Humano

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto Shippuden

O último dos destinos benevolentes é o Caminho Humano, também conhecido como Manushya, que representa o reino dos seres humanos.

Esse caminho se encontra entre as divindades e os animais, o que significa que os humanos possuem alma, paixão e orgulho, mas não são dominados pelos desejos carnais dos caminhos superiores. Isso os torna os mais propensos a alcançar a iluminação espiritual.

No anime, o Caminho Humano segue uma narrativa semelhante, permitindo que aqueles que o dominam acessem os pensamentos de outras pessoas simplesmente tocando suas cabeças e manipulando suas almas.

Embora o Caminho Humano seja o menos voltado para o combate, ele se mostra extremamente útil em interrogatórios e coleta de informações.

Caminho Animal

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto Shippuden

O Caminho Animal, também conhecido como Tiryagyoni, é um destino considerado não benevolente, pois possui como essência o medo, a sobrevivência e o instinto.

Na mitologia budista, os animais são vistos como existindo em um plano distinto, tanto mentalmente quanto na perspectiva do ciclo da reencarnação.

As habilidades do Caminho Animal estão profundamente enraizadas nessa mitologia, permitindo a invocação de criaturas semelhantes a bestas de tamanho massivo, sem a necessidade de técnicas de invocação.

Essas criaturas convocadas não se assemelham a animais comuns, sugerindo que pertencem a um reino de existência completamente separado.

Caminho Preto

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto Shippuden

Aqueles que foram atormentados pelo desejo e pela possessividade em suas vidas passadas renascem no Caminho Preto, também conhecido como o mundo dos famintos.

Os seres que habitam esse reino possuem características assustadoras, se assemelhando a criaturas humanoides com um apetite insaciável.

Essa mitologia é fielmente retratada no anime, onde o Caminho Preto demonstra a capacidade de drenar ilimitadas quantidades de chakra de seus oponentes. Esse poder está intrinsecamente ligado à sede e à fome insaciáveis que caracterizam os habitantes do Caminho Preto.

Caminho Naraka

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto Shippuden

O Caminho Naraka é amplamente conhecido como o mundo do inferno, onde aqueles que não possuíam nenhuma virtude em suas vidas passadas renascem para expiar seus pecados. Naraka também é o nome dado ao submundo onde essas almas são punidas e atormentadas.

Na franquia, o Caminho Naraka é caracterizado por sua especialidade em interrogatórios e torturas, em vez de combate direto.

Os praticantes desse caminho possuem a habilidade de invocar o Rei do Inferno, uma entidade capaz de curar feridos, ressuscitar os mortos e punir aqueles que se encontram em sua presença ao rasgar suas línguas.

A temível presença desse caminho reflete fielmente a mitologia sombria associada ao Caminho Naraka.

Confira também:

Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto
Reprodução: Naruto

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime conta com 500 episódios, finalizando a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi e preparando o terreno para a continuação direta da história.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Você também pode comprar o mangá de Naruto na Amazon, com desconto e frete grátis (para Prime) em muitos dos itens.

No post de hoje, falamos sobre: Conheça a mitologia budista por trás dos Seis Caminhos de Pain em Naruto.

Beatriz Pereira
Beatriz Pereira
Acadêmica de Jornalismo - UFPI / Cosplayer e Cosmaker / Apaixonada por animes!