Categorias: Anime

O problema da mudança oportunista do gênero de Shun na nova animação de Cavaleiros do Zodíaco da Netflix

No último sábado (08), a Netflix liberou durante o seu painel na Comic Con Experience 2018 o primeiro trailer da nova animação de Cavaleiros do Zodíaco. E além de revelar oficialmente como será o novo visual da nova obra que foi feita inteiramente em computação gráfica , o trailer mostrou algumas mudanças importantes, como o fato do Cassius agora ser um cavaleiro negro e das armaduras do zodíaco agora serem invocadas com um pingente.

- O post continua abaixo -

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?

Assine o Critical Cast e receba os novos episódios:
 Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts

No entanto, a mudança que mais causou polêmica entre os fãs foi que agora Shun, o inesquecível Cavaleiro de Andrômeda, agora será uma mulher. Inicialmente alguns podem pensar que essa é uma mudança positiva, que tratará mais representatividade para um anime que tipicamente era destinado para meninos. Porém se analisarmos com um pouco mais calma, fica visível que a mudança se trata apenas de um oportunismo barato que realça ainda mais o machismo estrutural.

A primeira pergunta que devemos fazer é por que Shun foi o escolhido para ter o seu gênero mudado?

Segundo o Eugene Son, roteirista e produtor de Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco, a intenção de quando começaram a desenvolver a nova série era atualizar a obra mudando o mínimo possível. Assim, os principais conceitos de Cavaleiros do Zodíaco seriam preservados, já que a maioria se sustenta mesmo depois de 30 anos.

No entanto, de acordo com ele, a única coisa que os preocupava era o fato de todos os Cavaleiros de Bronze serem homens e mesmo com personagens femininas fortes, que refletem no grande número de mulheres que acompanha o anime/mangá, eles acharam que seriam necessárias algumas mudanças.

Então, após muitas discussões, a equipe de produção concordou que mudar o gênero de Shun seria uma grande ideia, pois traria mais “representatividade” para a nova animação, mantendo intacto todos os conceitos do Andrômeda original.

Embora a resposta dada por Son no seu Twitter seja bem extensa, ele ainda não responde a principal pergunta de por que Shun ser justamente o escolhido? Por que não o Seiya, o Hyoga ou quem sabe até mesmo o Ikki? O que Shun tem de diferente dos outros quatro cavaleiros do grupo?

A resposta é bastante simples, Shun é o único do grupo de protagonistas que não tem os traços mais comuns de masculinidade. Shun tem um porte físico menos avantajado, é bondoso, gentil e na maioria das vezes sempre tenta achar uma solução pacifista para as situações. E não há nenhum problema nisso.

Na verdade, esses traços não deveriam ser associados a um gênero específico e sim a personalidade do personagem. Pois não há nada estranho em um homem ser mais sentimental e até mesmo mais frágil, não o torna mais ou menos homem. Justamente isso era um dos grandes diferenciais do anime.

Em uma época dominada por shounens dos mais variados tipos, onde a testosterona basicamente saltava pela tela, em Cavaleiros do Zodíaco tínhamos um personagem diferente de tudo isso, que lutava contra o mal e defendia os seus amigos sem precisar ser o “machão” a toda hora.

Essa animação da Netflix tem como principal objetivo apresentar a obra de Masami Kurumada para uma nova geração, e seria uma excelente oportunidade mostrar para esse novo público que um personagem masculino pode ser mais sensível e isso não vai afetar em nada a sua masculinidade.

E aí o que eles fazem? Transformam o personagem em uma mulher, porque aparentemente essas características não podem ser associadas a homens. Dessa forma, em todos os momentos que Shun for salvo ou demonstra fragilidade, sempre serão associados ao fato dele ser uma mulher, e aí voltamos ao problema do machismo e da falta de representatividade.

Se a Toei e a Netflix realmente quisessem trazer mais representatividade para a obra, que tal desenvolver mais a Marin, a Shaina ou a June? Qual tal apresentar novas amazonas e dar a ela mais importância na história?

Infelizmente, parece que não teremos isso… Mas se pudermos tirar alguma coisa boa disso tudo, é que pelo menos grande parte dos fãs de Cavaleiros do Zodíaco não se deixou levar por essa manobra oportunista.

João Victor Albuquerque

Formado em Sistemas de Informação, que no final da faculdade resolveu se meter nesse mundo do jornalismo. Apaixonado por joguinhos, filmes e sempre atrasado com as séries. O segundo Blizzardboy do Critical Hits.

Disqus Comments Loading...
Compartilhe
Publicado por
João Victor Albuquerque
Tags: Cavaleiro de AndrômedaCavaleiros do ZodíacoComic Con Experience 2018HyogaIkkiNetflixSeiyaShun

Posts Recentes

  • Anime
  • Games

League of Legends ganha abertura incrível no estilo anime

Depois do teaser lançado hoje (23) mais cedo com novidades da temporada 2019 de League of Legends, a Riot Games…

2 horas atrás
  • Anime

Vazamento confirma destino terrível para os Deuses da Destruição em Super Dragon Ball Heroes

Dragon Ball Super trouxe várias novidades ao Universo Dragon Ball, e a maior delas sem dúvidas foram os Deuses da…

3 horas atrás
  • Cinema e TV

Caio Junqueira, ator que fez Tropa de Elite, morre aos 42 anos

O ator Caio Junqueira, mais conhecido pelo seu papel em Tropa de Elite, morreu na manhã desta quarta-feira (23) no…

4 horas atrás
  • Anime

Esses são os 12 personagens mais fortes de Naruto Shippuden e Boruto: Naruto Next Generations

Naruto Shippuden foi um dos animes mais influentes da última década, e como todo fã tem sua lista de personagens…

5 horas atrás
  • Artigos
  • Games

Descubra as senhas de todos os armários de Resident Evil 2 Remake

Embora Resident Evil 2 Remake não seja reconhecido pela sua extrema dificuldade, o jogo definitivamente não é tão fácil, até…

6 horas atrás
  • Anime

Esta é uma das maiores perguntas sobre Orochimaru que nunca foi respondida em Naruto Shippuden

Quando Orochimaru tentou destruir Konoha durante a última etapa do Exame Chunin de Naruto Clássico, ele separou o Terceiro Hokage…

7 horas atrás

Este website utiliza cookies