Afinal, por que os vilões mais poderosos de Naruto são de Konoha?

Existem muitos vilões poderosos no universo de Naruto, e a maioria deles veio de Konoha. Afinal, por que a vila da folha é o lar de tantos vilões tão poderosos?

A vila da folha é o lar de pessoas como Madara e Orochimaru, dois dos grandes vilões de toda a história de Naruto. Podemos falar que por questões narrativas, os vilões são da vila da folha, já que o protagonista também é e isso facilita a vida do autor. Mas talvez exista um motivo real para esse tanto de vilões aparecer lá.

Por que os vilões mais poderosos de Naruto são de Konoha

A vontade do fogo é um uma filosofia em forma de poder que foi perpetuada por Hashirama na vila da folha, e talvez ela seja o motivo de muita gente forte aparecer por lá, tanto vilão como pessoas boas.

A vontade do fogo atravessou gerações e atingiu milhares de pessoas, ela te motiva a treinar e ser cada vez mais forte para ajudar o seu povo e aqueles que você ama.

Com isso é natural que ela atinja todo tipo de pessoa, desde o Naruto até mentes perturbadas por tragédias como a do Obito. Isso cria pessoas fortes com ideais diferentes, e portanto muitos vilões fortes acabam surgindo naturalmente.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017 e contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e então resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime tem 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), e finaliza a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi. Além disso, o anime prepara o terreno para a continuação direta da história.

Você pode acompanhar Naruto na íntegra no Crunchyroll. Além dele, o serviço conta com com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acesse o site por este link e então ganhe 14 dias de premium gratuitos em uma nova conta.

Valteci Junior

Valteci Junior é editor no Critical Hits

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade